Chery Tiggo

As chinesas Chery e Great Wall anunciaram nesta semana na Austrália um recall para mais de 23 mil automóveis, logo após uma espécie de convocação do governo daquele país. Segundo a instituição que regulamenta os produtos à venda na Austrália, que atende pela sigla ACCC, tais exemplares de ambas as montadoras foram fabricados com fibra de amianto, substância proibida em diversos países, inclusive lá, já que é considerada cancerígena pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Assista o vídeo: Papo de piloto como Chico Serra

A matriz da Chery, localizada em Wuhu, na China, já se pronunciou sobre o assunto e admitiu o uso da substância como isolante térmico no cofre do motor e no sistema de escapamento dos modelos J11 e J3, conhecidos por aqui como, respectivamente, Tiggo e Cielo. Na Great Wall, o X200 e o V240 foram fabricados com a substância. De acordo com a ACCC, o componente não oferece qualquer risco aos ocupantes, ao menos que seja realizada uma manutenção por conta do motorista nas peças que contam com fibra de amianto.

Contatada, a Chery do Brasil disse que falará sobre o assunto em breve, já que os modelos vendidos no Brasil saem da mesma fábrica que produz as unidades vendidas na Austrália.