Chery QQ será lançado no Brasil no dia 28 de abril

Chery QQ

Um dos carros mais conhecidos da Chery e que está prometido para o Brasil há meses enfim chega ao país no dia 28 de abril. O QQ (pronuncia-se “Qiu Qiu”), praticamente um subcompacto, começará a ser vendido aqui com preço prometido de R$ 22.900. No papel, isso significa ser o carro mais barato do Brasil.

O Mille 2 portas custa R$ 23.220 na tabela, embora possa sair mais barato nas lojas. Mas o que importa é que o QQ traz mais itens, e põe mais, que seu rival nacional. AR, trio elétrico, som, direção, sensor de estacionamento, keyless, alarme e os futuramente obrigatários airbags duplos e freios com ABS. Em outras palavras, é o pacote mínimo das chinesas.

Avaliação: novo Toyota Corolla 2015

Por outro lado, a Chery, que levou tanto tempo para preparar sua chegada aqui, lançará o carro com motor 1.1, ou seja, pagando mais impostos que os populares – segundo a Quatro Rodas, o motor 1.0 flex vem no final de 2012.

São 68 cv de um motor com 16 válvulas e torque de 9,2 kgfm lá pelos 3.500 giros, um sinal que o QQ não deve lá ser muito esperto apesar do peso pena (890 kg). NA QR ele até se comportou à altura dos populares nacionais, é verdade.

Mas o fantasma do QQ é mesmo a qualidade de construção e o pós-venda. Se em modelos mais sofisticados os chineses andam derrapando que dirá de um hatch básico como ele.

Para provar que o carrinho é valente, a Chery preparou um test-drive que sai do Rio de Janeiro e vem até São Paulo, segundo nos comentaram. Será verdade? A montadora, aliás, prevê vender um volume respeitável do QQ: 1.000 unidades mensais este ano e 2 mil em 2012, algo como metade do que faz o Renault Clio. Se o carro arrebatar os clientes, esse volume pode ficar modesto logo.

32 comments
Raul
Raul

algum comprador que esteja satisfeito com a compra do carro QQ da chery ?? si gerou algum problema?

Octavio
Octavio

Os Chineses descobriram a pólvora, o papel, o macarrão e muitos outros inventos que são usados com muita eficiencia até os dias de hoje. Será que os veículos serão diferentes? Eu acho que eles são melhores doque estas carroças produzidas no Brasil

Aroldo
Aroldo

E,a China cars vai invadir o Brasil,e,reparem que o QQ,esta com " os zoinhos " bem abertos,vendo todo mercado de carrocas que temos peladinhos.!!!!,e,carinhos.Acho que em breve,pensaremos estar na China!!!!!.

Leal
Leal

Seja bem vindo QQ!!! Os paus velhos VW GM e outros q ate chegou botando preção como clio q vinha compl ate com airbeg hoje ele nem como opcional vem com airbag alem de ser ultrapaçado, somos jovens geração q n~ se deixa levar pelas carroças brasileiras queremos conforto e qualidade

Ricardo
Ricardo

Bem Vindo QQ!!! andei, gostei e comprei, mata a pau qualquer nacional da mesma categoria.

clau garmendia
clau garmendia

eu quero muuuuuuuuito ter um carro que já vem sorrindo.

Marcos
Marcos

Quanto ao crash test... vejam os testes de outros carros populares brasileiros e tirem suas conclusões... http://carros.uol.com.br/ultnot/multi/2010/10/18/...

Não quero defender esse QQ, mas se for pra comprar um carro popular pelado ou um mais barato que popular com airbag eu compro o que tem airbag

RONALDO
RONALDO

esse monopolio dessas montadoras arcaicas do Brasil tem que acabar, essas carroças caríssimas!!!!Bem Vindo China!!!!!

Marcio
Marcio

Está começando uma nova era no mercado automobilístico brasileiro... Benvindo QQ!

Luiz
Luiz

Falar em dumping e mão-de-obra barata em um carro de R$ 22.900,00, é demonstração de que não se sabe nada sobre os preços dos carros no resto do mundo! Nos EUA se compra com 30 mil reais(convertido do dólar) uma nova Sportage! Além disso, quantos engenheiros a Fiat precisa para produzir o Mille da década de 80? E a Kombi da VW? Enquanto no resto do mundo o consumidor esta sempre recebendo novidades, aqui, a GM muda o logotipo do Celta e o chama de novo modelo 2012!!!

Tokosakoxeio
Tokosakoxeio

Pq não um carro chines? Se o Collor não abre as portas para importações estariamos pior hoje. E pra quem não sabe, carro chines montado no BRASIL, HAVERÁ peças de subtituição sim.

Marcio
Marcio

Não tem mágica.....apesar de tudo que tem, os impostos brasileiros e as empresas aqui já instaladas sugam o máximo que pode, já nos estados unidos essa cherry deve custar no máximo R$ 5.000,00. O fato é que todo mundo quer explorar nós brasileiros, até nós mesmos.

Ana
Ana

Queridos,vou comprar um QQ no mês que vem.quero um carro com todos os opcionais e cheirinho de novo.Antes que falem fui ver o novo uno(gente esse carro não existe!)não tem nada de nada.Quando chegar o meu conto pra vocês.

Pedro Henrique
Pedro Henrique

É muito melhor e seguro comprar um nacional semi-novo/usado completo do que um desses. Num sei pq o pessoal quer tanto ter um carro zero...

Antonio Alves
Antonio Alves

Está complicado falar mal do qq. É bom lembrar que NENHUM dos "nossos" carros populares passou no crash-test, o resultado divulgado apenas por alguns sites e escondidos pela grande mídia não deu muita repercussão. As europeias FIAT e VW e a americanas GM e Ford vão ter que se mexer com suas CARROÇAS peladas. Eu uso um gol G4 trend 2008 que não tem coisas básicas como temporizador no limpador de parabrisas, nem luz no porta malas e tantas outras coisas, isso é ridículo. Aliás, alguém já viu algum carro chinês sem direção hidráulica??? Aqui no Brasil, direção hidráulica ainda é opcional!!!!

indignado
indignado

@Roberto Passetti

Colega:

Dumping com o preço na casa dos US$ 14 mil ??? De jeito nenhum !!!

O Chery QQ custa na China aproximadamente US$ 5 mil, algo em torno de R$ 8 mil. Considerando que o imposto de importação + IPI + PIS + COFINS + ICMS + frete encareçam o produto em 100%, o preço final seria de uns R$ 16 mil. Configuraria dumping se eles vendessem abaixo disso.

De R$ 16 mil para R$ 22.900 há um diferença de R$ 6.900 (43 %), ou seja, além do lucro da distribuidora e das revendas há até um sobrepreço de uns 10 % sómente para "se adequar" ao gosto do brasileiro, que gosta de pagar caro por carro defasado, pelado e inseguro.

Eduardo Cl
Eduardo Cl

@doctor

A mão de obra chinesa é muuuuuuito mais barata que a brasileira.

"Um engenheiro de nível médio de uma das 4 grandes fabricantes nacionais ganha o equivalente a US$ 6500 mensais e trabalha 48 horas por semana. O mesmo empregado em uma grande fábrica chinesa ganha US$ 2000 para 65 horas semanais"

(Fonte: Car and Driver ed. 39)

Roberto Passetti
Roberto Passetti

DOCTOR, já ouviu falar em dumping.

Abaixo a definição de uma enciclopédia bem conhecida.

E tenha uma certeza. Tem muito carro no nosso mercado usufruindo dessa pratica, senão como explicar o preço do Azera (frete, impostos....) e do Fusion, que goza de isenção, pois é mexicano. Me desculpem os contrários, mas temos que defender o que é nosso, o que não implica em aceitar qualquer produto, mas diante de concorrência desleal....

Dumping é uma prática comercial que consiste em uma ou mais empresas de um país venderem seus produtos por preços extraordinariamente abaixo de seu valor justo para outro país (preço que geralmente se considera menor do que se cobra pelo produto dentro do país exportador), por um tempo, visando prejudicar e eliminar os fabricantes de produtos similares concorrentes no local, passando então a dominar o mercado e impondo preços altos. É um termo usado em comércio internacional e é reprimido pelos governos nacionais, quando comprovado. Esta técnica é utilizada como forma de ganhar quotas de mercado.

Kantynho
Kantynho

Se vender bem vai incomodar muito os fabricantes nacionais. E quem sabe essa será o fim de uma era, a era dos carros caros e pelados... Se a Fiat conseguisse vender o Uno por 25K, completo como esse QQ, e não duvidaria que a invasão dos chineses seria um fracasso, mas considerando que um nacional com os mesmos opcionais saem por volta de 35k.. Não sei não... vai ter muita gente andando de carro "made in china" muito em breve! :-) Aqui em Brasilia já se vê muitos Cielos, faces e Liffan 320 rodando...

Leandro Pi
Leandro Pi

se for pra msotrar a qualidade em um test-drive longo, tem que ser do Yapoque ao Chuí!

claudio
claudio

pq querer enfatizar a pronuncia "quiu-quiu" (a proposito, quem disse que é isso mesmo??) se no Brasil o carro se chama QUÊ-QUÊ?? Igual um post que vi não sei aonde dizendo que o JAC (JAC como se le mesmo) se pronunciava "Jéqui".. ô coisinha mais "Jeca"... Mas realmente ha de se preocupar, porque se por um lado Uno e similares são verdadeiras carroças que deveriam ser proibidas de circular em rodovias por conta de atentar contra a segurança dos passageiros, esse ai deve desmanchar em batidinhas de parachoque, tal qual o antigo Gordini. Alias era o Gordini que levava o apelido de leite gloria ou algo que se valha, não?

fernando meier
fernando meier

@Ricardo

Meu amigo, se vc tiver a oportunidade de folear a car and driver de 01/11 se não me engano, e verás que eles não estão p/ brincadeira,pois o design e a tecnologia vai mudar e muito, e pode ter certeza, que os chinas ainda vão roubar mercado das duas piores montadoreas do Brasil: GM e VW!!!!!!!! torço p/ isso!

doctor
doctor

Alguém explica essa mágica? O carro vem da China (frete). É importado(impostos). Completaço($$$$). E vai ser o carro mais barato do Brasil?

Eduardo Cl
Eduardo Cl

@Rodrigo

Esses 3 carros são a mesma coisa, só muda alguns detalhes, motorização e o interior

Eduardo Cl
Eduardo Cl

Por esse preço, prefiro um carro médio ou um compacto equipado, porem usado

Rodrigo
Rodrigo

Esse carro tem alguma coisa a ver (além da semelhança) com o Chevrolet/Daewoo Spark antigo?

Eu torço pra que realmente comece a mudar alguma coisa com a chegada desses chineses. A Jac mesmo está com uma campanha maciça para convencer os potenciais consumidores de que seus carros são tão competitivos quanto os "nacionais"... Quem viver verá.

Ricardo
Ricardo

Não sei por que a preocupação com os carros "made in China". Quando a Corréia começou a vender carros no Brasil, comentavam as mesmas coisas. Olhem o que aconteceu. Os carros correanos vendem muito bem no Brasil. A estruturação das revendas é uma questão de tempo e, tempo muito curto. Os chineses querem inundar o mercado nacional com seus carros. Sejam bem vindos. Danem-se os carros nacionais pelados e caros, bem feito para eles.

Roberto Passetti
Roberto Passetti

É, está todo mundo acreditando nesses carros "made in china".

Quero ver quando começar a quebrar ou bater. Peças demoradas ou inexistente, rede de assistência, mão de obra, revenda.

E daqui a 05 anos. O que será desses carros?

Talvez quem já teve um Lada possa opinar.

Alvaro Vianna
Alvaro Vianna

Só o tempo irá dizer se o carro é resistente mesmo. Mas eu é que não vou dar uma de Crash Test Dummie e testar uma incógnita chinesa dessas.

Eu falo isso, mas estou torcendo demais para o carro ser bom, seguro, e de fácil manutenção (barata também). Vai ser muito bom poder adquirir um outro veículo, completo e barato, além de pequeno e econômico para o trabalho e a faculdade (ambos no centro do Rio).

Enfim, boa sorte pra Chery, e que as montadoras baixem os preços dos populares de entrada, pois não exitaria em comprar um Clio, ou um Celta com os mesmos ítens do QQ, e com o mesmo preço.

Antoniokings
Antoniokings

'Que xingling mais feinho!Sou mais o uno.'

Melhor vc ler de novo a notícia.Repare nos equipamentos 'básicos' do QQ e vc verá que o Uno é uma carroça.

Ricardo RJ
Ricardo RJ

Que xingling mais feinho!Sou mais o uno.