Chevrolet Captiva reestilizada é flagrada

Chevrolet Captiva 2011

Como se via no protótipo flagrado em fevereiro, o Captiva está prestes a ser apresentado com a frente reestilizada ampliando o visual introduzido pelo sedã Malibu. Agora uma imagem sem camuflagem vazou na internet e mostra que o crossover ganhou um ar mais parecido com o do novo Aveo.

Não por coincidência, ambos são produtos desenvolvidos pela GM Daewoo na Coreia do Sul. Mas, como vocês sabem, o Captiva em questão é o original e não o nosso, uma versão “Chevrolet” do extinto Saturn Vue.

Tanto o primeiro quanto o segundo já adotam o estilo da grade dividida, mas a GM parece que quer reforçar esse caráter, ampliando o tamanho da sua marca registrada. Engraçado que, para nós, ele ficou mesmo parecido com o Mitsubishi Outlander…

Confira o calendário de lançamentos de 2014

17 Comments on “Chevrolet Captiva reestilizada é flagrada

  1. "Engraçado que, para nós, ele ficou mesmo parecido com o Mitsubishi Outlander…"

    Tambem. Será que não é o caso de alguem fazer uma "palhaçada" de pegar um Outlander e colocar a logo da Chevrolet por vontade propria? Lembrem-se do caso do Russo (só poderia ser!) que comprou um R8, tirou todas as logos e letreiros da Audi e colocou da BMW, como 850i!

  2. Qual é a graça de a GM imitar a Mitsubishi?

    Essa GM tá "de mal a pior", mesmo… no Brasil, a GM só está vendendo carros ultrapassados e, agora, xerocopiados de outras montadoras… é o fim da picada!

  3. E o que é pior: o MTI/Outlander é CONCORRENTE de mercado da GM/Captiva!!

    É o mesmo que a FIAT xerocopiasse a frente do UNO pra igual à do VW/Gol… imaginem!!

  4. correção: na verdade, nosso Captiva é uma versão chevrolet do Opel Antara, que nos EUA era vendido como Saturn Vue

    Ainda não li nada a respeito, mas será que a GM vai continuar fabricando o carro mesmo sem o enorme mercado comprador americano? Será que vale produzí-lo no méxico apenas para abastecer a américa latina?

    Acho que não cairia mal lançarem o Captiva do jeito que recebemos também nos EUA, já que com a marca Buick não deu certo…

  5. @Leandro Pi Mas o Antara não é o mesmo que é vendido na Argentina? Então esses têm a traseira alongada e o nosso tem a traseira curta.

  6. Embora eu goste muito do Captiva, ele tem um ar afeminado na frente, principalmente na grade, mas a inclinação da frente é muito bonita. Essa nova frente agrada, e sim lembra a frente do Mitsubishi Outlander e a parte superior da frente lembra a do Volvo XC 90. Eu penso que a frente perdeu mais em aerodinâmica do que em beleza. Espero que eles melhorem o motor que nesse carro ficou beberrão, diferente do que acontece no Malibu.

  7. Cópia descarada do outlander gt,no melhor estilo chinês,que agora caracteriza o departamento de design da GM.Prefiro o MIT.

  8. Jesus, Maria, José e o camelo!!!

    É com "isso" que a GM pretende concorrer com CR-X e Tucson / ix35????

    Tá lascada…

  9. Eu não sou desenhista nem designer, mas tenha a santa paciência. Esse negócio de grades enormes, grades em formas de trapézio em carrocerias arredondadas é de lenhar.

    O Outlander era belíssimo, colocou a frente do Lancer, matou o veículo. A frente do Lancer atual (empregada no Outlander) é horrível. Essa frente do Captiva também é, bem como a do Malibu…

    Esse negócio de grade enorme, desproporcional parece coisa mal resolvida, talvez Freud explique.

  10. É interessante como os "modismos" vem e vão através dos tempos. Isto se repete na indústria automotiva. A era das enormes grades ficou estabelecida a partir do fato de terem adotado estas pela Audi, que as utiliza até hoje. Depois vieram os bocões da Peugeot, o atual Lancer e agora a Chevrolet. Os faróis esguios da Peugeot são um capítulo a parte que também fizeram-se copiar por inúmeras marcas/modelos.

    Muito criticada, a identidade visual da VW mundial, para mim, acabará ditando tendência nos próximos anos, repetindo as frentes retangulares e até certo ponto verticais dos anos 80/90.

    Quando que a "moda" da aerodinâmica retornará? No início dos anos 90 era febre e ditava o desenvolvimento automotriz, com disputas entre as montadoras para apresentar o modelo com menor arrasto, que gerava menor consumo entre seus detentores. Hoje, tal predicado está esquecido e desprezado pelos fabricantes, mas voltará! Podem crer, tudo se repete!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>