Citroën C4 hatch terá preço a partir de R$ 53 800

Citroën C4 5 portas

Citroën C4 5 portas

Prestes a ser lançado, em março, o C4 hatch 5 portas, da Citroën, teve os preços divulgados pelo site Carro Online, do Terra. O modelo será vendido com motor 1.6 16V e 2.0 16V, ambos flex. Segundo o texto, o C4 1.6 custará R$ 53 800, apenas com câmbio manual, e o C4 2.0, R$ 56 300, também com transmissão manual.

O 2.0 poderá, no entanto, ser comprado com câmbio automático sequencial. Aí o preço pula para R$ 60 800. Com a chegada do C4 hatch 5 portas, a família C4 fica completa no Brasil – faltavam apenas ele e o C4 Picasso, que acaba de ser lançado.

Confira o calendário de lançamentos de 2014

Também é o retorno da Citroën ao mercado de hatches médios, que teve um bom representante entre a década de 1990 e o começo dos anos 2000. Era o Xsara, carro que tem uma boa quantidade de fãs.

27 Comments on “Citroën C4 hatch terá preço a partir de R$ 53 800

  1. Simplesmente maravilhoso!!! Sou fã do VTR, que tem caracteríscas bem interessantes e é um excelente carro, porém com um público bastante específico, que não é muito o perfil do brasileiro. Já o C4 hatch 5 portas é a cara dos consumidores de carros hatch médios, sobretudo dos que entendem de carro e buscam um "algo mais" em disign, qualidade e diferenciais que as montadoras tradicionais não entregam a tempos.

  2. Até que enfim um concorrente de peso para o Focus, modernizando de vez a categoria dos hatch medios,afundando os jurássicos Golf, Astra e o meio termo Stilo. A Citroen mostrou respeito assimo como a Ford pelo consumidor brasileiro. ABS e Air Bag de serie, ate que enfim, fazendo par para o Focus por um preço competitivo, sem maquiagem.

  3. Se a Citroen se informasse melhor, saberia que agora quem vende o 5p, fabricado aqui, venderia bem mais. Venderia que nem água. Bom e interessante carro, mas feito na Marrentina?

  4. Demorou demais, esse carro deveria ter sido lançado a uns 4 anos atrás. A única explicação para isso é excesso de burrice por parte dos marketeiros da Citroen.

  5. Demorou muito!!! Ainda vai chegar com a cara velha.. na Europa já está com face-lift atualizado, novos padrões de acabamento e motores mais eficientes.

  6. jd fortuna: Eu sou da Argentina, e os brasileiros como voce depois de fabricar o golf 4,5, o Sandero e Logan, o 206.5, o novo Ka, o Astrecta, Megane II 4 ptas, Fox, etc, nao tem muita autocritica?. Todos os carros essos son velhos, feios e tem una reestyling de duvidoso bom gosto nao?. Mercosur so tem 4 produtos de nivel internacional dois da Argentina e dois do Brasil: Focus, C4, Civic y Corolla.

  7. Hernan, acrescento a sua lista de produtos do mercosul o Honda Fit e no caso do C4 vale para as duas versões: Pallas e agora o Hatch 5 portas.

    Por aqui sabemos muito criticar, mas não aprendemos ainda a fazer comparações coerentes entre os modelos, analisar friamente e etc.

    Vivemos ainda dentre "lendas urbanas" de este não quebra, aquele tem manutenção cara, fulano faz carros duros e etc.

    Para completar, não acho que o C4 chega tarde, talvez o melhor momento fosse sim a 1 ano atrás, mas ainda assim ele chega com uma concorrência bastante inferior dentro do seguimento e preço competitivo pelos itens que trás. Daria certo se o público analisasse e comprasse com coerência, sem levar em conta as "lendas urbanas" citadas, mas… só o tempo dirá.

  8. Sergio / Hernan

    Pelo menos há uma luz no fim do túnel. Podemo perceber que o múmero de consumidores críticos está aumentando e é nosso dever dar continuidade à este movimento, para que tenhamos carros em paridade com o restante do mundo desenvolvido, com mais artigos de segurança e conforto.

  9. É, realmente chegou atrasado, mas mesmo assim ainda anos luz na frente das porcarias (salvo raras excessões) que nossas montadoras tradicionais nos fornecem.

  10. Concordo em gênero, número e grau com o Luiz. Este é o meu segmento preferido, e está realmente muito defasado. Cadê o Bravo? e a VW não vai reagir nunca? Astra com a mesma cara…até quando?

    Acredito que as marcas francesas também precisam ter uma posição mais sólida no Brasil. Ainda existe uma certa desconfiança do consumidor que acredita que são produtos não muito adaptados para as esburacadas estradas brasileiras. E há ainda a rede de concessionários que é relativamente pequena. Por fim não podemos esquecer dos preços. Um carro acima de R$ 50 mil é caro para os nossos padrões.

  11. calferr: as marcas francesas tem muito tempo na argentina, e sempre seus carros foram barulhentos tanto da suspensao como dos plasticos, e as ruas sao similares. Quen gosta em argentina de Citroen, peugeot o Renault e a persona que solo percibe o carro como design, e poco e nada da mecanica.

  12. perfeito, ainda tem gente que prefere andar de sucata pré historica como golf, stilo e astra. só o focus para competir com o c4

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>