Posto de inspeção da Controlar

Posto de inspeção da Controlar

Na cidade de São Paulo a inspeção veicular sempre foi um problema para o cidadão, tenho certeza que todos concordam que a medida pode melhorar a poluição, retirar os veículos com problemas das ruas, mas um ponto negativo sempre foi a Controlar, empresa que possui o contrato para “explorar” o serviço na capital paulista.

Com padrões que variavam de unidade para unidade, quem não conhece alguém que teve o carro reprovado em uma unidade e aprovado em outra. Processos robóticos, que não são claros ao cidadão.

Pois bem a Prefeitura de São Paulo encerrou oficialmente o contrato com a Controlar. Em ofício enviado no dia 6 de maio de 2013, o prefeito Fernando Haddad informa o encerramento do contrato.

De acordo com a Procuradoria-Geral do Município de São Paulo, o contrato foi finalizado “há mais de oito meses”. Isso porque três processos administrativos já foram abertos contra a empresa Controlar, classificada pelo prefeito Fernando Haddad como “caça-níquel e ficha-suja”.

Por ora, a atitude da Prefeitura tem consequências administrativas. Para os cidadãos, até o fim do ano, todos os carros emplacados na cidade continuam sendo obrigados a passar pelo teste ambiental, com taxa de R$ 47,44 – que deve ser ressarcida pela Prefeitura.

Veja também: Como trabalhar para uma fábrica de automóveis?

A partir de 2014, a inspeção veicular será obrigatória apenas para veículos com dez anos ou mais de uso. Segundo a nova norma aprovada pela Câmara Municipal de São Paulo, os carros aprovados no teste não pagarão as taxas.

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook.