Ford descontinua produção da picape grande F-250

Utilitário vendeu apenas 2.507 unidades no mercado brasileiro em 2011. Seu lugar no catálogo da Ford será ocupado pela nova Ranger

Ford F-250

Sem fazer muito alarde, a Ford descontinuou a produção da picape grande F-250 na fábrica de São Bernardo do Campo. De acordo com um comunicado da marca, o utilitário deixou de ser produzido por “questões de mercado”. Portanto, especula-se que a F-250 saiu de cena do portfólio da Ford para a chegada da Ranger na versão mais cara, que será produzida na Argentina.

A Ford F-250 era vendida em três versões de acabamento, todas equipadas com o “bruto” motor 3.9 litros turbodiesel de 203 cv de potência. Na carroceria cabine simples e tração 4×2, o modelo era encontrado nas lojas pelo preço de R$ 111.140. Já a F-250 com cabine dupla e tração 4X4 era vendida por R$ 138.330. A Série F, no entanto, continua sendo oferecida no Brasil. O site Ford Caminhões continua oferecendo a F-350 e F-4000, considerados caminhões leves.

Confira o calendário de lançamentos de 2014

O consumidor brasileiro que busca uma picape de porte bastante avantajado, porém, não ficará sem opção no mercado. A nova RAM 2500 já desembarcou ao País e está sendo vendida pelo preço de R$ 145 mil, um pouco mais cara que a Ford. No entanto, seu motor é um 6.7 litros V6 que desenvolve 310 cavalos de potência e 83 kgfm de torque, com tração nas quatro rodas.

7 Comments on “Ford descontinua produção da picape grande F-250

  1. E pensar que a Hilux custa parecido com a F-250 e mesmo assim esta entre os mais vendidos…

    Acho que faltou um marketing tbm por parte da Ford!

  2. @Leonardo (Blogauto), o motor diesel da RAM 2500 é Cummins 6L (6 cilindros em linha), e não V6 como foi posto no texto. Esse motor chega facilmente a 100Kgf/m chipado.

    Sobre a Ford, deve haver alguma mágica para substituir um modelo grande como a F250 por um médio "cowboy do posto".

    O fato é que a velha F250 não faz concorrência p/ RAM de maneira alguma – tem algo errado na estratégia comercial da Ford.

  3. As montadoras dizem que Van não vende no Brasil, dizem que pick-up grande não vende no Brasil.

    Também, querem o que, sem atualizar seus produtos não vendem mesmo.

    Seria óbvio que uma Scenic, uma Xsara Picasso, uma Zafira, uma F250, uma Silverado…não vendem mesmo, pois são produtos que de tão desatualizados com seus produtos originais vendidos nos países de suas matrízes, ou já saíram de linha ou estão para sair, pois o mercado não é tão idiota assim.

    A Kombi é a única excessão por falta de concorrência direta para o setor de atendimento deste veículo, flexibilidade de tipos de serviços que este veículo pode trabalhar e preço, porque senão até a Kombi já teria se aposentado, pois é velha, sem segurança alguma e tantas outras faltas de atributos do mercado atual.

    A Kombi é um caso a ser estudado, ou será que o consumidor brasileiro é que precisa ser estudado por alguma instituição científica no ramo da psicologia e psiquiatria?

  4. "Questões de mercado", leia-se Lucro Brasil. Ao invés de trazer a nova geração F, a descontinua, para produzir uma picape pequena e barata de produzir, e vender pelo preço da grande! Cadê o nariz de palhaço?

  5. Em "Questões de mercado", leia-se Lucro Brasil. Ao invés de trazer a nova geração F, a descontinua, para produzir uma picape pequena e barata de produzir, e vender pelo preço da grande! Cadê o nariz de palhaço?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>