Freio ABS da Harley-Davidson

Freio ABS da Harley-Davidson

Em breve o sistema de freios ABS (antitravamento) será obrigatório em todas as motocicletas disponíveis no mercado nacional. Na linha de motocicletas Harley-Davidson, todos os modelos contam com itens de segurança que auxiliam os pilotos nas diversas situações; o que inclui o recurso antitravamento. Porém, ainda assim é necessário ter uma boa técnica de frenagem e uma pilotagem segura para evitar que seja necessário utilizar esses dispositivos.

Assista o vídeo: Papo de piloto como Chico Serra

Os freios ABS têm funcionamento semelhante ao de outros tipos de veículos. Os sensores nas rodas monitoram a rotação enviam as informações para um módulo de processamento eletrônico de dados da moto quando há uma desaceleração intensa (ou frenagem brusca); para que o sistema atue de forma a enviar pressão de fluido suficiente para apenas reduzir a velocidade, sem travar as rodas, independentemente da força aplicada no manete.

Freio ABS da Harley-Davidson

Freio ABS da Harley-Davidson

Confira abaixo algumas técnicas básicas e intermediárias que podem ajudar numa frenagem na cidade ou na estrada:

Frenagem básica em linha reta – recomenda-se manter a moto na posição vertical e apontar para a frente, conforme os freios são acionados, simultaneamente, de forma controlada; acionar a embreagem e reduzir a marcha conforme vai diminuindo o ritmo, até chegar à primeira marcha, para uma parada completa da motocicleta; manter os olhos sempre para a frente e não ter medo de utilizar o freio dianteiro, já que ele responde por cerca de 70% do poder de frenagem de uma moto.

Parada de emergência – nela, você não deve entrar em pânico; mantendo a calma e analisando a situação, a circunstância e todas as possibilidades existentes; acionar os freios suavemente (mas com firmeza); não soltar o manete de freio traseiro caso a roda traseira trave (soltar o freio traseiro numa derrapagem pode causar um acidente grave); soltar o freio imediatamente e aciona-lo novamente na sequência caso a roda dianteira trave; e, ao parar por completo, verificar o tráfego pelos retrovisores e se preparar para acelerar e sair do caminho, se necessário.

Freio ABS da Harley-Davidson

Freio ABS da Harley-Davidson

Fatores que afetam a frenagem – em superfície molhada, oleosa ou suja; a capacidade de frenagem é comprometida e os freios molhados acabam aumentando a distância de parada; então deve-se iniciar a frenagem mais cedo. Além disso, caso tenha garupa ou alguma carga, é preciso lembrar que a distância de frenagem aumentará conforme o peso; e pneus carecas e freios desgastados ou mal ajustados podem limitar drasticamente a frenagem (mantenha-os conservados e faça sempre a revisão geral da motocicleta).

Para piloto experientes – a frenagem em uma curva gera uma demanda maior de tração dos pneus e aumenta a possibilidade de que uma ou as duas rodas travem; podendo causar perda de controle. Logo, é sempre melhor evitar frear em curvas.

Caso contrário, há duas estratégias: dependendo da velocidade; nitidez da curva; largura das faixas e nível do tráfego; a moto deve ser endireitada na curva ante de os freios serem acionados e, em seguida, devem ser aplicadas as mesmas técnicas para parar em linha reta. Porém, se não puder evitar virar enquanto estiver parando ou reduzindo a velocidade; os freios devem ser acionados da forma mais suave possível, fazendo com que não haja reações bruscas de todo o sistema nessa condição.

Freio ABS da Harley-Davidson

Freio ABS da Harley-Davidson

Com os freios ABS – no caso de motos com freios ABS, o sistema só entra em ação quando necessário. Porém, em caso de frenagens intensas, o sistema pode reagir de acordo; e, quando é ativado, é comum que haja vibração na motocicleta acima do comum. A Harley-Davidson recomenda a prática de frenagens bruscas em linha reta; e em um espaço aberto e seguro para que sejam sentidas as reações da motocicleta nesta situação.

Veja também: As 5 motocicletas mais rápidas do mundo

É válido lembrar que o ABS não substitui uma boa técnica de frenagem. Esse recuso atuará ajustando a combinação da quantidade de força de frenagem aplicada; bem como a velocidade da moto, para alcançar um equilíbrio de frenagem mais otimizado em uma situação de parada de emergência.

Confira o BlogAuto no: Youtube, FacebookGoogle+, Instagram e Twitter.

Harley-Davidson dá dicas de utilização do ABS em motos

»crosslinked«