Kia confirma lançamento do novo Picanto no Brasil em agosto

Kia Picanto 2012

Confirmado: o novo e bem mais bonito Picanto chega ao Brasil em agosto, conforme publicamos em janeiro. A Kia revelou a informação aos jornalistas que estão em Genebra, onde a nova geração foi mostrada ao público.

Já com a marca do designer Peter Schreyer, o compacto ficou mais ousado, embora continue a ter uma carroceria muito “vertical”. O carro está um pouco maior (tem 3,6 m de comprimento contra 3,5 m do anterior) e ganhou novos motores 1.0 e 1.2 Kappa, o primeiro com apenas três cilindros e com capacidade flex, segundo a Kia diz.

Avaliação: novo Toyota Corolla 2015

E essa versão a mais cotada para desembarcar aqui, já como flex. Os câmbios manual e automático permanecem com cinco e quatro marchas, respectivamente.

Rio é uma possibilidade

Quanto ao belo Rio, um compacto com porte pouco abaixo do Cerato, a Kia desconversou, mas admitiu que estuda sua importação. Ou seja, vai chegar, com certeza. É só uma questão de demanda. Se vender muito lá fora pode atrasar mais, como ocorre com o Sportage hoje.

Aliás, a Kia marcou para o dia 30 de março um test-drive com o Sportage e com o Soul flex, modelos que já estão à venda, mas, por falta de unidades no mercado, não foram mostrados à maior parte da imprensa especializada.

Kia Rio 2012

14 comments
Raphael
Raphael

Coreana não é chinesa!! Tem qualidade mesmo!!

Bem que uma destas poderia vir aqui sem crescer o olho no chamado 'LUCRO BRASIL'.... e vir com preços mais honestos como um carro de 22 mil lá... fora.. pode custar 45 aqui?

Isso porque quando vem pra cá painel geramente fica super pobre!

Se apenas uma destas coreanas começassem a jogar limpo e cobrar que seja 30 a 40 mil neste caro de 22... iria arrebentar de vender!!

Agora... pode apostar que menos de 39 não chega este carro!!

valter carmo
valter carmo

Acho ótimo que a indústria de autos, coreana e chinesa ,venham para nosso mercado ; porém seria respeitoso e honesto da parte deles que seus carros fossem produzidos para rodarem em nossas estradas .Depois que voce compra e percebe, eles dizem que os barulhos supostamente da suspensão são por causa do piso brasileiro .Digo isto porque tenho um destes carros .

CELSO PARANHOS
CELSO PARANHOS

EU ACHO QUE A KIA ESTA NO CAMINHO CERTO, POIS ESTA LANÇANDO NOVOS CARROS NO MERCADO BRASILEIRO, MODELOS NOVOS....SEMPRE SERÃO BEM VINDOS.....

carlos
carlos

a kia hoje da um ex demodelo ao brasil de respeito ao cliente que gosta de um modelo de carro de baixo custo de manutencao . e de uum produto de ultima geracao , que cirva de ex as montadoras , nacionais ,porquer nao respeito os cliente, de baixa renda , hoje temos carros de bosta no mercado que nao vale nada , o gorveno deveria ter vergonha de cobra imposto , de carros de ultimas geracao , que a presidente , dilma tenha vergonha . de ser tao burra que nao ver , que o produto importado e tao bom quanto o produto brasileiro , sabe pq? voces so sabem roubar

iilz

adriana egbue
adriana egbue

Queria saber se algum proprietário do Picanto está satisfeito c/ o carro?!?

Cristiano
Cristiano

@Leandro Pi

Em tempo: basta ver o frisson que os novos coreanos estão causando em todo o mundo. Hoje, no salão de Genebra, é a vez do novo Picanto e do novo Rio; mas recentemente podemos citar: Elantra (anti-civic)/Cerato, Koup,Veloster, Sonata/Optima, ix35/Sportage, Novo Azera/Cadenza, Genesis e Genesis Coupé, Sonata Station Wagon (i40 Kombi), Accent, etc... Carros moderníssimos; não só belos, mas também com alta tecnologia. Os novos motores aspirados de baixa cilindrada e alta potência não me deixam mentir. Enfim, não se trata apenas de produtos de baixo custo. Se trata de produtos de alto nível.

Se nos últimos anos a participação no mercado mundial de automóveis do grupo Hyundai/ Kia já cresceu de forma vertiginosa, em mantendo-se o ritmo, como você imaginará que será daqui há uns 5 anos? Isso não é revolução para você?

Cristiano
Cristiano

@Leandro Pi

Cadê a revolução? Vou citar um exemplo: maio de 2008. Matéria de capa da revista Motor Show: Hyundai i30, um novo hatch por um preço surpreendente. Na época, o líder era o VW Golf (estou excluindo o Astra), cuja versão top tiptronic equipada em um nível próximo do i30 (até air bags e ABS eram opcionais) custava, pasme, mais de R$80 mil!!! Se você se contentasse com um carro top pelado (???) pagaria mais de R$70 mil. Hoje, é possível comprar um Golf 2.0 tiptronic (já com os equipamentos de segurança de série) por menos de R$70 mil. Continua caro, mas considerando o aumento de equipamentos e a diminuição do preço apesar da inflação, tivemos um verdadeira revolução. Sem falar que se antes uma nova geração do Golf para o Brasil seria impossível, hoje é algo muito mais concreto. Portanto, deveríamos todos estar é gratos com essa mudança no status quo do mercado automobilístico brasileiro. Somos os maiores beneficiados, independente se iremos um dia possuir um coreano ou se iremos adquirir um modelo das tradicionais a preço mais civilizado.

Em tempo: O Sonata não é somente campeão de vendas nos EUA porque é um carro barato. Certamente ele possui qualidades suficientes para que conquistar consumidores mais conscientes e exigentes que o brasileiro médio.

Leandro Pi
Leandro Pi

@Cristiano

não acho nada de mais o estilo e a tecnologia das coreanas diante do que se vende nos EUA e na Europa, mas concordo que diante do que temos por aqui, pode-se falar em revolução. Mas não no Brasil, pois o sucesso das coreanas lá fora se dá pela equivalência de estilo e tecnologia mas com preço muito abaixo. No Brasil, coitados de nós, eles chegam tão caro quanto aos outros importados. Cadê a revolução?

indignado
indignado

Tomara que a Kia não beba da mesma água da representante de sua irmã Hyundai que recentemente lançou o Sonata a preço superior ao do Azera, por conta do novo design.

Se isso ocorrer, pode contar que o "new" Picanto chegará ao consumidor brasileiro por no mínimo 10-20% a mais. Ou seja, se o Picanto manual custa hoje na faixa dos 33 mil, o "new" deverá custar por volta dos R$ 37 mil (manual) e R$ 40 mil (auto).

Pobre do brasileiro, esse não tem vez mesmo: continua sendo vergonhosamente explorado pelas montadoras multinacionais, independente de sua origem.

carlos eduardo
carlos eduardo

achei essa motorização do picanto MUITO fraca.

Comanche
Comanche

@Cristiano

Também concordo. Se o investimento das duas fosse em peso para toda sua linha, excluído para produção no Brasil somente os super luxos acima do K7, Equus..., seria um revolução no mercado. As outras montadoras teriam suas vendas arrasadas e obrigatoriamente veríamos news Golf, Polo, Fiesta, Astra hatch e sedan, Insignia, Meriva, Zafira, Sharan, Kuga, Focus hatch e sedan, Mondeo, C3, C4, Pallas, Corsa, Punto Evo, Mègane Hatch, 207, 308... todos linhas novas.

Ganharíamos muito em qualidade. Provavelmente não em preço, mas em qualidade.

Parabéns a Kia e Hyundai.

Espero dessas duas a mesma agressividade no Brasil, que estão mostrando no restante dos grandes mercados, principalmente com fábricas, não somente de compactos, mas de médios também.

Cristiano
Cristiano

Realmente a Kia, assim como sua irmã Hyundai, estão revolucionando a indústria automobilística mundial; e aqui no Brasil não está sendo diferente. Enquanto as "tradicionais" dormem no ponto, as Coreanas estão revolucionando em design e tecnologia.

Montar uma infra melhor aqui no país e ganhar a confiança do consumidor brasileiro, geralmente muito conservador, é uma questão de tempo, porque qualidade eles tem, disso não há dúvidas. Imagino nosso mercado daqui há uns cinco anos...

Ficamos na torcida pela vinda do Kia Rio. Carro muito bonito. Com certeza trará dor de cabeça ao New Fiesta e ao City.