Mercedes-Benz Vito tem produção anunciada na Argentina

Além do Mercedes-Benz Vito, um modelo mais luxuoso com vocação familiar, o Viano também será produzido na planta argentina da Mercedes a partir do mesmo ano

Mercedes-Benz Vito

Mercedes-Benz Vito

A Daimler AG, grupo responsável pela Mercedes-Benz, anunciou na última semana um investimento para a fábrica da empresa alemã na Argentina, mais precisamente em La Matanza, cidade na grande Buenos Aires. De lá, onde já é fabricado atualmente a versões da van Sprinter e um caminhão médio, sairá o novo Mercedes-Benz Vito, um modelo comercial até então exclusivo do mercado europeu.

De acordo com Dieter Zetsche, presidente mundial do grupo, em uma conferência com a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, a unidade portenha receberá um aporte de 797 milhões de pesos (cerca de R$ 350 milhões). A produção do Mercedes-Benz Vito, porém, se iniciará apenas em 2015. Para a montagem do modelo, a empresa contratará 850 novos trabalhadores, que se integrará ao atual quadro de 2 mil empregados.

Confira o calendário de lançamentos de 2014

Veja também: Mercedes-Benz SL em nova geração é apresentado no Brasil

Além do Mercedes-Benz Vito, um modelo maior e com requinte mais amplo, o Viano, também será fabricado na Argentina. Com isso, é bastante provável que a Mercedes-Benz amplie sua gama de veículos no mercado brasileiro em 2015, podendo atender a frota das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

2 Comments on “Mercedes-Benz Vito tem produção anunciada na Argentina

  1. o que faz a crise na europa!!!!!!!! até a mercedes pedindo penico p/ os sulamericanos p/ pagar a conta que está carissima no velho continente!! é a antiga corrida do ouro, ou seja roubam dos emergentes p/ sustentar o luxo lá!

  2. Pingback: Mercedes-Benz GLK será uma das atrações do Salão de SP - Blogauto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>