Nissan Extrem Concept

Nissan Extrem Concept

Desenvolvido para o Brasil, com direito a teto inspirado na calçada da praia de Copacabana, o conceito Nissan Extrem, que é exibido no Salão do Automóvel de São Paulo, chegara às ruas em breve. A Nissan revelou que irá fabricar um utilitário-esportivo compacto aos moldes do protótipo a partir de 2014. O novo Nissan Extrem usa a plataforma dos compactos March e Versa, e a unidade responsável por produzir o novo SUV será a de Resende, no Rio de Janeiro, que também montará os modelos menores.

Assista o vídeo: Papo de piloto como Chico Serra

Veja também: Nissan Frontier inova em equipamentos com série 10 Anos

Na publicação do site do jornal Estadão, não foram divulgadas informações do novo carro, que irá brigar com o novo Ford EcoSport. Porém, a exemplo do protótipo, o novo Nissan Extrem irá usar a plataforma V do March, com direito, provavelmente, a motorização 1.6 litro, do sedã, e 2.0 litros, do Sentra, com opção de transmissão automática. Seguindo a estratégia do arquirrival, o Nissan Extrem deverá ter preços a partir de R$ 50 mil, beirando os R$ 70 mil na versão mais equipada, conforme especulações.

Nissan Extrem

Além disso, a Nissan do Brasil deve anunciar até o final deste ano um novo presidente, substituto de Christian Meunier, que terá a missão de inaugurar a unidade fluminense, prevista para começar a produzir automóveis daqui um ano e meio, e aumentar a presença da Nissan no Brasil. Meunier deixará a filial brasileira em janeiro para trabalhar nas operações do grupo Renault-Nissan no Canadá. Porém, apesar da chegada de um novo presidente, a Nissan não continuará crescendo, devido a limitação de importação de carros do México.

Veja tudo sobre o Salão do Automóvel de São Paulo

O Nissan March, que estava em falta nas concessionárias, retornará ao mercado custando R$ 1,1 mil a mais, elevando seu preço final para R$ 26.060, ante os R$ 24.990 cobrados anteriormente, na versão mais básica. Com a inauguração da fábrica em Resende, a situação da Nissan no Brasil deve se normalizar. A unidade terá capacidade para produzir 200 mil veículos ao ano. Segundo o diretor-geral da Nissan, François Alain, 80% desse volume será alcançado logo no início.

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook.

»crosslinked«