Nova geração do CR-V terá vendas 65% maiores que o modelo antigo, diz Honda

Crossover japonês tem versões que vão de R$ 84.700 até R$ 103.200, e agora dispõe de câmbio manual no modelo mais básico

Honda CR-V 2013

Com um lançamento de uma nova geração de um automóvel, a expectativa da montadora é que as vendas do carro cresçam cada vez mais. Porém, a Honda se mostrou bastante ambiciosa ao revelar suas metas para as vendas do novo CR-V neste ano. “Esperamos vender até o fim do ano 27 mil unidades do modelo”, afirmou Alfredo Guedes Júnior, engenheiro mecânico da empresa. “Em algumas praças, todas as unidades já estão reservadas; tivemos até de pedir mais carros”, completou.

A intenção da Honda é ficar a frente dos rivais coreanos Kia Sportage e Hyundai ix35, que já tem motorização flex e tem um preço acima do cobrado pela montadora japonesa na nova geração do CR-V. Vale ressaltar que o crossover médio recém-chegado ainda não conta com motorização bicombustível, apenas à gasolina, pelo menos por enquanto.

Avaliação: novo Toyota Corolla 2015

“Já Houve um investimento importante na otimização do motor da nova geração (leia abaixo). O desenvolvimento do flex impactaria muito no preço”, afirma Guedes, não descartando um CR-V flex, mas não acredita que isso ocorra em curto prazo.

O modelo é comercializado com preços que vão de R$ 84.700 até R$ 103.200. A versão mais barata é a LX, que vem munida de uma transmissão manual de seis velocidades, inexistente na linha anterior. A Honda acredita que essa variante corresponda a 8% do volume total de vendas do CR-V. “Precisávamos ter essa opção no leque. Ainda existem clientes que preferem o câmbio manual pelo prazer em dirigir e trocar de marchas, especialmente os que moram fora dos grandes centros”.

6 comments
everaldo
everaldo

O preco da crv esta equivocado, hoje esse carro custa 96.000,00 modelo intermediario altomatico e a top de linha 115.000,00. Fiquem de olho pois nao tem o carro nas lojas...

Felipe
Felipe

Bom, o comentário do vendedor de uma cc da Honda hoje foi que a montadora esta verificando se absorve ou repassa a taxacao do governo. Se absorver, certamente repassara algo para o consumidor, se repassar corre o risco do carro ficar inviável para o consumidor, como aconteceu no caso do Honda Accord. O jeito e esperar o que a Honda vai fazer com o CRV!

RICARDO RJ
RICARDO RJ

Marques tem razão,com um governo cumpanheiro desses,as montadoras "nacionais",tem mais é que deitar e rolar além de comemorar.Pessoalmente considero o CRV UMA COMPRA VANTAJOSA NO SEGMENTO,MAS SEM ÁGIO É CLARO!

Marques
Marques

Mas é claro que vai vender mais que a geração anterior. Agora a Honda, com a ajuda do Governo Dilma, tem o caminho livre para deitar e rolar, já que Hyundai ix 35, Kia Sportage, Tiguan, ASX têm que pagar 55% a mais de impostos e do que a Honda. Fui este final de semana numa ccs HOnda de Brasilia e disseram que não têm CRV e que o mesmo chegará com ágio de 7 mil reais. Isso que dá o Desgoverno ceder às chantagens da ANFAVEA. A propina continuará grande, e os preços das nossas carroças também.

RICARDO RJ
RICARDO RJ

Conversa fiada de vendedor,para valorizar a venda!O acordo com o México continua,apenas foram negociadas diferentes cotas e maior conteúdo de peças brasileiras nos veículos produzidos no México

Henrique
Henrique

Olá amigos...

Seria legal fazer um levantamento antes, mas hoje quando fui receber a nova CR-V da minha esposa na DF Veículos (HONDA) o gerente de vendas falou: "Parabéns! Tiveram muita sorte. A HONDA suspendeu a venda de novas CR-Vs devido ao novo acordo com o México."

Será verdade?