Novo Volkswagen Jetta vai custar quase o mesmo que o Corolla

Volkswagen Jetta em São Paulo

Se já tínhamos achado o Corolla 2012 caro – e olha que ele é o líder da categoria e se dá ao luxo de abusar por isso -, ficamos de queixo caído ao saber dos preços que a Volkswagen cobrará pelo novo Jetta. A versão de entrada Comfortline parte de R$ 65.750 com câmbio manual e automática, R$ 70.005 – a top Highline tem preço de R$ 89.520.

A informação foi antecipada pela revista Carro em seu site e coincide com o valor que apuramos há alguns meses – que apontava R$ 65 mil como o valor inicial.

Avaliação: novo Toyota Corolla 2015

Bem, numa análise inicial, o Jetta vai custar quase o mesmo que Corolla e Civic. Teoricamente, o Comfortline enfrentará o Civic LXL e o Corolla GLi. Estes custam hoje R$ 68.450/R$ 73.225 e R$ 67.070/R$ 70.570, respectivamente nas versões manual e automática.

Digo isso porque a lista de equipamentos do Jetta está mais próxima dessas versões: “direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, freios antitravamento (ABS) com distribuição eletrônica da força de frenagem (EBD), quatro airbags, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, computador de bordo, volante com ajuste de altura e profundidade, rádio com Bluetooth, MP3, entrada auxiliar USB e seis alto-falantes, banco traseiro bipartido e rodas de aro 16” com pneus 205/55″, segundo a Carro. Até há mais itens no Volks como os airbags laterais.

Ainda assim, o Jetta está mais caro que os novos rivais Fluence e 408, por exemplo. A versão Highline é um caso à parte: com motor turbo de injeção direta e câmbio DSG, ela coloca no chinelo Civic EXS, Corolla Altis, 408 Privilège e cia. Mas vai brigar, como dissemos anteriormente, com sedãs grandes como Fusion, Malibu e, quem sabe, uma versão mais barata do Sonata e do Optima.

Já o Comfortline, o “Jetta dos mortais”, ficou mesmo com o 2.0 8V do Bora, com 120 cv de potência. Mas…

…mas, acreditem, ele anda bem mais que o Corolla: o a 100 km/h em 10 segundos contra 11,6 do Corolla VVTi 2.0! E aí, como contestar isso?

Não sei. Melhor esperarmos até amanhã, no lançamento, para entender o que a Volks pretende com o novo Jetta.

8 comments
Lorenzo
Lorenzo

@FLAVIO

Alemães são apenas portugueses que passaram em matemática.

Luke
Luke

Isso já era esperado. Em qual segmento a VW tem os carros mais baratos do mercado? Em nenhum. Há vários anos a marca se posicionou como a mais "premium" das generalistas, se é que isso existe. Quanto aos Golfs V e VI, a VW não produziu aqui porque não quis pois se há viabilidade para o Ford Focus, o Fiat Bravo e o futuro Cruze hatch, como não teria para o Golf?

FLAVIO
FLAVIO

Não vira!!!!

O sistema porco da VW é venda casada, se quiser banco de couro, leva sensor, se quiser piloto automático tem que levar as frescuras de sensor de chuva.

Até a pintura é opcional.... Pq não fazem um pacote igual ao da Ford no Fusion, o unico opcional é o teto. Bem mais justo e bem mais transparente, ou nunca ninguém viu o vendedor da VW colocar um monte de códigos que ninguém sabe a não ser eles no orçamento de seus carros..

Acho que o sistema deve ser português do que alemão.

Comanche
Comanche

Outra,

Até Audi e Bmw irão oferecer motores flex no Brasil e a Vw ainda não nos oferece o 2.0 turbo flex que já vem na Tiguan, Passat e claro Audi.

Comanche
Comanche

Para os leitores não assustarem mais ainda com os preços, é bom que lembrem que a filosofia do Vw é oferecer pacotinhos "tipo" se levar o banco em couro tem que levar mais outro tanto e cada pacotinho de acessório custa o olho da cara.

Todos os vw são exemplos do alto custo dos pacotes volks, que se fossem oferecidos para versões definidas teriam redução de custo pela grande produção.

A Tiguan por ex. oferece couro se levar Xenon a R$5000,00 se não me engano... e por ai vai o estilo Vw de comércio. Carros básicos com pacotes individuais a preços de ouro por cada pacote.

Comanche
Comanche

Se o Jetta com motor 2.0 turbo com dupla embreagem e injeção direta custa R$89,500 com custos de importação e tudo mais, dá para imaginar o quanto a Vw ganhava a mais de 2 anos atrás cobrando R$105,000 pelo Golf 4,5 Gti com motor 1.8 turbo sem dupla embreag e sem inj. direta e sem despesas com importação.

A Audi, que também é Vw e importa os A3 com os mesmos motores 2.0 cobra R$110mil no 2 portas, fica claro que é perfeitamente viável a produção do novo Golf no Brasil, com os motores e tecnologias de ponta a preços de mercado.

Não cabe a desculpa de que é caro para produzir no Brasil, se seus concorrentes em preço na Europa e Eua, que em parte são Corolla e Civic (concorrentes em preço, não em carroceria Sedan ou Hatch) são produzidos no Brasil, demonstra claramente a ganância e desrespeito da Vw em oferecer o Golf 4,5 para lucrar tudo que o projeto já pagou e continua rendendo lucros e lucros.

Vergonha Vw.

Importa o Golf Gti 2.0 por preço abaixo do Jetta, já que Sedan costumeiramente são mais caros do que Hatchs e ofereça no Brasil com preço entre R$75,000 e R$85,000 que o consumidor agradece e compra.

Lamentável Volks.