Quem disse que abandonar uma operação num país só ocorre no Brasil? Não é o que pensa a marca japonesa Isuzu, parceira da General Motors. A empresa anunciou hoje que está deixando o gigantesco mercado norte-americano.

A razão é que lá a empresa vende dois modelos, a picape I-series e o utilitário Ascender, nada mais que versões dos modelos Chevy Colorado e TrailBlazer. Como a GM não continuará a fabricá-los e a Isuzu não quer investir numa linha própria nos EUA, a solução um tanto derrotista foi voltar para casa.

Se a Isuzu não quer, a Suzuki sim. Outra ex-parceira da GM, a montadora famosa pelos jipes e compactos resolveu lançar uma picape média nos Estados Unidos. Como não quis arriscar investir dinheiro sem ter certeza do mercado, a Suzuki apelou para o mesmo expediente da Isuzu: vai vender a Equator, uma versão própria da Nissan Frontier.

E depois as fábricas de automóveis querem que tenhamos fidelidade e admiração pelas suas marcas… Já pensou se a Pepsi resolvesee vender Coca-Cola sob licença?!