Audi A1 2019

Audi A1 2019

A Audi apresentou a nova geração do seu modelo de entrada, o Audi A1, que agora divide a plataforma MQB, com muitas partes compartilhadas do primo, quase irmão, Volkswagen Polo. O que viabiliza totalmente sua produção nacional, pelo menos é o que garante o colunista Roberto Nasser, na sua coluna dessa semana.

O Audi A1 Sportback cresceu significativamente em comprimento – com 56 milímetros adicionais, agora mede 4,03 metros. Sua largura permaneceu quase a mesma, com 1,74 metro. A nova geração do modelo tem apenas 1,43 metro de altura. Sua ampla largura e balanços curtos resultam em um visual tenso e esportivo. A grade Singleframe e as entradas laterais de ar dominam a dianteira. Abaixo da borda do capô há três fendas planas – uma homenagem ao Sport quattro, ícone de rally da marca de 1984.

Audi A1 2019

Audi A1 2019

Segundo o colunista, a marca deixaria de produzir por aqui o A3 sedan e o Q3, modelos que tem um ticket médio mais alto, mas que tem vendas bem mais limitadas, o que não aconteceria com o A1 que teria números de vendas bem maiores, e o que colocaria a marca em uma posição bem diferente que as suas concorrentes diretas, leia-se Mercedes e BMW, que continuariam a produzir carros de volumes mais limitados.

Com a versão S line, a Audi enfatizou ainda mais o caráter esportivo por meio de vários recursos, que incluem, por exemplo, entradas de ar maiores, frisos adicionais nas soleiras, uma fenda central alongada abaixo do capô com duas aletas e aerofólio traseiro maior. Equipada com o motor top de linha, a versão também é reconhecível por meio de seus escapamentos duplos.

Audi A1 2019

Audi A1 2019

Um novo recurso do A1 Sportback é a estrutura de linhas modulares. Isso proporciona um grau particularmente alto de flexibilidade. Pela primeira vez, os clientes podem combinar acabamentos externos e internos como quiserem. Dependendo da linha do equipamento – básico, intermediário ou S line – os acessórios no exterior estão disponíveis em várias configurações. Com as linhas “Interior advanced”, “Interior design selection” e “Interior S line”, a Audi também oferece inúmeras possibilidades aos clientes de selecionar cores e materiais na cabine.

Se você reparar bem o interior é muito parecido com o Volkswagen Polo. O interior é, portanto, focado no motorista, com seu design emotivo e personalizável. Todos os controles e a tela MMI sensível ao toque são fortemente voltados para o motorista, ressaltando o cockpit. O display e a faixa de ventilação do lado do passageiro dianteiro estão integrados com material preto brilhante. O pacote de iluminação ambiente opcional dá vida ao design interno no escuro, se desejado, por meio de luzes de LED em 30 cores selecionáveis.

Audi A1 2019

Audi A1 2019

O A1 Sportback foi adaptado para o futuro digital. Até mesmo a versão básica vem de fábrica com um painel de instrumentos totalmente digital com tela de 10,25 polegadas de alta resolução, o mesmo do Polo Highline e volante multifuncional. O Audi virtual cockpit é opcional e conta com uma ampla gama de funções, apresentando informações abrangentes no campo de visão direto do motorista.

Os sistemas de assistência ao motorista do A1 Sportback também são herdados dos modelos maiores. Eles mantêm o compacto a uma distância pré-determinada do carro à frente, facilitam a manutenção da pista e ajudam o motorista na hora de estacionar.

O aviso de saída de faixa ajuda o motorista a manter o carro na pista em velocidades a partir de 65 km/h. Também de série é o limitador de velocidade, que evita de forma confiável que o carro exceda uma velocidade máxima selecionada. Outro recurso é o Audi Pre sense dianteiro. O sensor de radar reconhece situações críticas envolvendo outros veículos, pedestres atravessando ou ciclistas à frente do veículo. O sistema então dá um sinal acústico e visual para avisar o motorista. O assistente de velocidade adaptativa, que também tem um radar como base, mantém a distância desejada do veículo à frente.

Audi A1 2019

Audi A1 2019

O novo A1 Sportback oferece vários sistemas para facilitar o estacionamento. Pela primeira vez, o carro oferece uma câmara de ré, além do sensor de estacionamento traseiro. Os sensores ultrassônicos frontais do sistema reconhecem objetos em frente ao carro e emitem avisos acústicos e visuais. Já o park assist estaciona o modelo em vagas paralelas e horizontais.

Veja também: Os carros mais velozes das últimas 8 décadas

Arquitetura mecânica comum, motores turbo com injeção direta EA 211 de três cilindros, TSI 1.0 e 1.5 – este último uma evolução do 1.4 TSI feito em São Carlos, SP. Na Europa há versão mais espirituosa com motor 2.0 e 200 cv, mas aqui isso tende apenas a ser série especial. Transmissão S-Tronic, automática, 7 velocidades.

Confira o BlogAuto no: Youtube, FacebookGoogle+, Instagram e Twitter.

Audi A1 futuro nacional?

»crosslinked«