Cobalt deve ganhar frente nova e interior mais bem acabado. Motores mais eficientes podem estar na pauta

Cobalt deve ganhar frente nova e interior mais bem acabado. Motores mais eficientes podem estar na pauta

Primeiro modelo a usar a plataforma GSV (Global Small Vehicle), da Chevrolet, o Cobalt está próximo de uma reformulação de meia idade. Imagens de um flagra do site iG Carros mostram que o sedã está em testes externos e com pesada camuflagem.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Para um modelo conhecido, o Chevrolet Cobalt normalmente não carregaria tanto nos disfarces, mas é um sinal que a General Motors quer melhorar o visual pouco inspirado do modelo. A razão é curiosa: o Cobalt nasceu na mesma época do Agile, mas não chegou a ser aprovado em 2007, ano que foi dada a luz verde para o hatch. Em vez disso, ficou guardado, esperando um momento melhor.

Esse momento veio após a GM passar por mudanças societárias e decidir reinvestir em sua linha no Brasil. A vantagem é que já existia a plataforma GSV, a mesma do Sonic e Spark. Mais moderna e versátil, ela permitiu que o sedã ganhasse em qualidade, mas o estilo permaneceu ligado ao passado. Situação diferente dos seus irmãos mais novos, o Onix e Spin, que têm um visual mais refinado (mesmo a minivan, apesar do apelido de ‘capivara’).

Chevrolet Cobalt reestilizado é flagrado por leitor do iG

Chevrolet Cobalt reestilizado é flagrado por leitor do iG

Mesmo com seu jeitão quadradão, o Chevrolet Cobalt foi uma grata surpresa para a montadora, já que agradou por seu espaço interno generoso e boa dirigibilidade – até ganhou uma versão 1.8 com um derivado do velho motor nacional.

Mas agora, quase quatro anos depois do lançamento, a GM parece ter percebido que precisa mexer no modelo para mantê-lo em destaque, ainda mais que o Prisma tem atraído vendas de todos os lados e praticamente aposentou o Sonic Sedan antes da hora.

Veja também: 10 carros mais caros em 2014 nos leilões

Segundo uma fonte do BlogAuto, o Chevrolet Cobalt mudará mesmo e há até estudos para versões mais equipadas. A ideia talvez seja melhorar a percepção de qualidade do sedã para que ele descole do Prisma e se aproxime do Cruze. Para isso, novos motores que a GM desenvolve ainda em segredo, podem entrar em cena. Com um motor mais forte e econômico, o Cobalt poderia enfrentar sedãs como o Versa, Linea e, por que não, até mesmo o Honda City. Se tudo der certo, falta de beleza não será mais um problema.

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook e no Google+.

Chevrolet Cobalt muda em breve no Brasil