O crossover Captiva, da Chevrolet, está cada vez mais perto de nós, literalmente. Esta semana foi a vez da Argentina lançar o modelo, que está na mesma categoria que o Honda CR-V e o Hyundai Santa Fe, por exemplo.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Mas não pense que a General Motors do Brasil não pensa em trazer o Captiva para cá. Já se comenta isso há algum tempo e até mesmo algumas revistas apostaram na sua vinda.

Fomos apurar essa possibilidade e descobrimos um fato muito interessante: o Captiva é produzido no México como Saturn Vue. Para quem não sabe, a Saturn é uma marca da GM vendida apenas nos Estados Unidos e no Canadá.

Desde o meio deste ano, a nova geração do veículo é feita na fábrica de Ramos Arizpe, no México, mas não é vendido lá porque, como dissemos, não existe a Saturn no país. Ou seja, o fato dele estar no país latino passou meio que despercebido até agora.

Para nós, brasileiros, que temos isenção de impostos com o México, trazer o Captiva de lá seria uma tacada de mestre porque o custo é muito menor do que se importássemos da Europa, onde o modelo foi lançado primeiramente.

Para a GM brasileira, basta utilizar o mesmo processo do Omega e substituir a identidade visual da Saturn pela da Chevrolet. Seria uma ótima opção para aposentar a já desgastada Blazer.