Geely EC7 2014

Geely EC7 2014

A Geely veio forte para o Brasil, com um grupo sólido no comando, o Grupo Gandini, que sempre teve muito sucesso no Brasil com a Kia Motors, tinha tudo para dar certo, até que apareceu o INOVARAUTO e a crise que o governo anterior colocou o nosso país, resultado todos perceberam, quedas de vendas enormes. E para quem estava chegando naquele momento foi um tiro certeiro.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Esta semana o Gandini Grupo empresarial formaliza desfiliação da marca Geely da ABEIFA (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, ou seja, agora é definitivo a saída da marca do Brasil.

A Gandini Participações e Representações anunciou que não retomará as atividades de importação e de distribuição da chinesa Geely para o mercado brasileiro, concentrando seus esforços e investimentos na Kia Motors do Brasil, cuja marca é representada pelo grupo empresarial há mais de 26 anos ininterruptos.

Geely GC2

Geely GC2

“Entendemos que depois de um longo período de paralisação do setor de veículos importados e, agora, renascendo sem a trava de 4.800 carros anuais imposta pelo programa Inovar-Auto, precisamos direcionar todos os nossos esforços na Kia Motors do Brasil, marca que já está consolidada e reconhecida pelos consumidores brasileiros”, argumenta José Luiz Gandini, presidente do Grupo Gandini.

As vendas da marca chinesa pararam em 2016, cerca de dois anos do início da operação, foram vendidos dois modelos fabricados no Uruguai. Eram o sedã EC7 e o simpático compacto GC2, No total, forma vendidos mais de 1 mil unidades dos modelos.

Veja também: Os carros mais velozes das últimas 8 décadas

Mas segundo informações de bastidores, a Geely que é dona da Volvo Cars, poderá vir para o Brasil agora com ela mesmo no controle das operações, vamos aguardar!!!

Confira o BlogAuto no: Youtube, FacebookGoogle+, Instagram e Twitter.

Geely sai do Brasil, pelo menos por enquanto