Jeep Renegade 4xe e Compass 4xe

Jeep Renegade 4xe e Compass 4xe

Os modelos 4XE são produzidos na Itália e algumas unidades devem vir para o Brasil, ainda não está definido se para demonstração ou um lote será vendido por aqui. Os modelos de 4xe podem ser 100% elétricos: carros ideais para a condução diária na cidade, graças à bateria de 11,4 kWh combinada com o motor elétrico de 60 cavalos de potência capaz de garantir em média 50 km de autonomia no modo puramente elétrico a zero emissões.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Todos os modelos híbridos de plug-in da marca Jeep terão o emblema 4xe. Externamente, os modelos mantêm as características estilísticas das versões térmicas, mas são caracterizados pela cor azul incomum que caracteriza o emblema ‘Jeep’ na frente e os emblemas ‘4xe’ e ‘Jeep’ na traseira. Os emblemas laterais com as letras Renegade e Compass também exibem tons de azul.

Os elementos fundamentais do sistema de propulsão dos modelos Jeep 4xe são:

O motor de combustão interna, um motor a gasolina de quatro cilindros turbo de 1,3 litro, com dois níveis de potência: 130 ou 180 cv e 27,5 kgfm de torque.

Dois motores elétricos: o primeiro, o eixo dianteiro, é conectado ao motor de combustão interna e, além de operar em sinergia com ele, pode atuar como gerador de alta tensão, se necessário; o segundo, no eixo traseiro, com caixa de câmbio integrada e diferencial (“eixo eletrônico”) com 60 cv de potência, 25,5 kgfm de torque que gera a força de tração e recupera a energia de frenagem.

A bateria de 11,4 KWh e bateria de íons de lítio de 400 volts (níquel-manganês-cobalto) que alimenta o “eixo eletrônico” – localizado no centro do carro, em uma posição protegida sob os bancos traseiros.

Um módulo integrado que controla a recarga das baterias do veículo, tanto a alta tensão quanto a 12V convencional, graças ao seu tamanho compacto, foi colocado dentro cofre do motor.

A potência combinada entre os dois motores (elétrico e térmico) é de 190 cv ou 240 cv.

O motor a gasolina turbo de 1,3 litro que alimenta o Renegade e o Compass 4xe faz parte da nova família Global Small Engine da FCA. Com dois níveis de potência: 130 ou 180 cv. Totalmente fabricado em alumínio para garantir a máxima leveza (o peso é de 106 kg). O bloco de cilindros é feito de liga de alumínio fundido sob alta pressão. Depois de estudar diferentes soluções para blocos de motores, foi selecionada uma arquitetura com sub-base capaz de garantir a melhor síntese entre peso, desempenho estrutural, ruído e vibrações. Como todas as versões turbo da família Global Small Engine, ela possui a exclusiva tecnologia MultiAir de terceira geração, que melhora a combustão regulando a elevação e o tempo das válvulas e otimiza ainda mais o controle independente da abertura e fechamento das válvulas. aspiração.

O sistema possui três modos de operação – híbrido, elétrico e e-save.

HÍBRIDO é o modo padrão selecionado quando o carro é iniciado. Este modo foi projetado para gerenciar e usar o sistema da maneira mais eficiente: otimiza a energia para minimizar o consumo de combustível. Motor de combustão interna e motor elétrico trabalham juntos de acordo com o tipo de superfície da estrada, com fases de recuperação de energia de frenagem. Inicialmente, o sistema favorece a condução elétrica (portanto, a energia é fornecida pelo motor elétrico). Quando a bateria atinge o nível mínimo de carga (estado “SOC” da bateria), a propulsão do motor térmico é explorada.

ELECTRIC é o modo totalmente elétrico que permite, em média, uma faixa elétrica completa de 50 quilômetros com zero emissões. Ele foi projetado para maximizar a experiência de condução elétrica, graças a uma calibração diferente do algoritmo de otimização HCP. Também permite atingir uma velocidade máxima de até 130 km/h.

Jeep Renegade 4xe e Compass 4xe

Jeep Renegade 4xe e Compass 4xe

O E-SAVE, por outro lado, é o modo que permite manter a bateria carregada ou recarregá-la enquanto estiver dirigindo pelo motor de combustão interna.

Veja também: Os carros mais velozes das últimas 8 décadas

A frenagem regenerativa é um elemento fundamental da natureza ecológica dos modelos de 2 eixos, pois permite recuperar a energia cinética em todas as fases de desaceleração ou frenagem. Em vez de ser dispersa como calor nos discos de freio, essa energia é armazenada na bateria. No caso de uma frenagem repentina de emergência ou quando se desloca em velocidades muito baixas, o sistema de freio tradicional intervém para parar o carro.

Os lendários recursos off-road da marca Jeep são garantidos pelo sistema Jeep Active Drive Low, disponível em todas as versões do Compass e Renegade 4xe. A nova tecnologia híbrida melhora ainda mais a capacidade off-road de ambos os modelos, graças ao torque mais alto oferecido pela combinação dos dois motores. Apenas pense que a versão Trailhawk 4xe – a especialista em off-road e com potência de 240 cv – pode contar até 50% mais torque do que a versão Trailhawk com motor diesel de 170 cv. Além disso, com a nova tecnologia de 4 eixos, a tração no eixo traseiro não é fornecida por um eixo de transmissão, mas por um motor elétrico dedicado. Isso permite que você libere os dois eixos e gerencie o torque fornecido independentemente e melhor do que um sistema mecânico.

Galeria

Confira o BlogAuto no: Youtube, TikTok, FacebookInstagram, Twitter e Pinterest.

Jeep Renegade 4xe e Jeep Compass 4xe, motor turbo e híbrido e vem para o Brasil