Recall

Recall

O recall é uma prática cada vez mais comum no nosso dia a dia, sendo até bem visto por alguns, como se a empresa fosse “legal” de arrumar seu carro de graça, mas, na realidade, é uma obrigação dela, até para se livrar de processos e indenizações que podem acontecer devido aos problemas.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Segundo o Wikipedia: “O recall é uma tentativa de limitar a responsabilidade por negligência corporativa (a qual pode motivar severas punições legais) e aprimorar ou evitar danos à publicidade da empresa. Os recalls custam caro para as empresas porque frequentemente envolvem a substituição do produto recolhido ou o pagamento pelos danos causados pelo uso do mesmo, embora possivelmente custem menos do que os custos indiretos que se seguem aos danos à imagem da empresa e a perda de confiança no fabricante. Recalls são comuns na indústria automobilística, onde um defeito pode causar acidentes graves e mortes no trânsito; porém já há alguns anos tem sido estendidos a outros tipos de produtos, como medicamentos e brinquedos.”

Veja também: Qual marca de automóveis é a maior no Facebook?

Abaixo temos a lista dos 10 maiores recalls da história, com o levantamento feito pela consultoria americana 24/7 Wall St.

10 – Volkswagen
Ano: 1972
Veículos afetados: 3,7 milhões
Modelos envolvidos: vários modelos fabricados entre os anos de 1949 e 1969
Problema: Perda do parafuso do limpador de para-brisa

Honda Civic 1995

Honda Civic 1995

9 – Honda
Ano: 1995
Veículos afetados: 3,7 milhões
Modelos envolvidos: Accord, Civic e Prelude de 1986 a 1991
Problema: problema na trava do cinto de segurança

Oldsmobile Delta 88 1973

Oldsmobile Delta 88 1973

8 – General Motors
Ano: 1973
Veículos afetados: 3,7 milhões
Modelos envolvidos: Buick, Chevrolet, Oldsmobile e Pontiac
Problema: pedras da estrada poderiam se prender na caixa de direção, travando a mesma

Ford Mustang 1971

Ford Mustang 1971

7 – Ford
Ano: 1972
Veículos afetados: 4,1 milhões
Modelos envolvidos: Todos os modelos 1970 e 1971, exceto Maverick e modelos conversíveis
Problema: Desgaste prematuro em uma peça do cinto de segurança

Toyota Sienna XLE 2007

Toyota Sienna XLE 2007

6 – Toyota
Ano: 2007/2010
Veículos afetados: 5,7 milhões
Modelos envolvidos: Camry, Sienna e Lexus ES 350
Problema: Tapete afetando o pedal do acelerador

Chevrolet Malibu 1981

Chevrolet Malibu 1981

5 – General Motors
Ano: 1981
Veículos afetados: 5,8 milhões
Modelos envolvidos: Buick Regal e Chevrolet Malibu
Problema: Quebra do parafuso da suspensão traseira

Chevrolet Impala 1966

Chevrolet Impala 1966

4 – General Motors
Ano: 1971
Veículos afetados: 6,7 milhões
Modelos envolvidos: Todos fabricados entre 1965 e 1970
Problema: Aceleração involuntária devido a falha na montagem

Mercury Sable 1986

Mercury Sable 1986

3 – Ford
Ano: 1996
Veículos afetados: 7,9 milhões
Modelos envolvidos: Ford, Mercury e Lincoln entre 1988 e 1993
Problema: Ignição provocava curto-circuito e incêndio

Ford F150 2000

Ford F150 2000

2 – Ford
Ano: 1999-2009
Veículos afetados: 15 milhões
Modelos envolvidos: Ford entre 1992 e 2004
Problema: Controlador de velocidade de cruzeiro (piloto automático) desligava sem motivo

Lincoln Continental Mark III 1970

Lincoln Continental Mark III 1970

1 – Ford
Ano: 1981
Veículos afetados: 21 milhões
Modelos envolvidos: Ford, Lincoln e Mercury entre 1970 e 1980
Problema: Transmissão automática não destrava em parking

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook.