O ano de 2015 está começando e o BlogAuto resolveu fazer seus prognósticos: que modelos novos vão bombar em 2015. E quais não vão emplacar. Daqui 12 meses, voltamos ao assunto para ver quanto acertamos. Os leitores estão convidados a dar seus palpites também. Vamos às nossas apostas:

Lançamentos que vão vender bem em 2015

Honda HR-V 2015

Honda HR-V 2015

Honda HR-V

Tá bom, é meio barbada dizer que o HR-V vai se dar bem no Brasil. Tudo porque a Honda – e a Toyota – já tem um prestígio entre os consumidores que qualquer coisa que ela lance acaba encontrando boa aceitação. E o que dizer de um SUV pequeno com base do Fit? Mesmo custando como um Civic, como se falou na imprensa esta semana, o HR-V deve vender muito e pode até tirar clientes do Fit, por que não. Ainda assim, a Honda ficará feliz.

Toyota Hilux

A máxima da Honda vale também para a Toyota Hilux. A picape mudará até o final de ano, depois de longos nove anos de vida. Mas veja os números de emplacamentos dela e descubra que, mesmo antiga, a Hilux ainda é a segunda mais vendida do segmento. Daí é bem óbvio que uma novidade consiga ir além, quem sabe até ameaçando a S10.

Land Rover Discovery Sport

Ele não é tão ousado esteticamente quanto o Evoque, mas o Discovery Sport, o novo SUV da Land Rover, tem tudo para repetir o sucesso do irmão, ainda mais porque será feito no Brasil em 2016. Mas, em vez de mirar num público mais jovem e sem filhos, o novo modelo agradará famílias, inclusive, as numerosas, já que terá espaço para sete pessoas. E o preço está numa faixa convidativa para esse público abastado: R$ 180 mil.

Novidades que podem emplacar em 2015

Jeep Renegade 2014

Jeep Renegade

Jeep Renegade

É verdade que a Fiat tem planos ambiciosos para o Renegade – ela quer liderar o segmento de SUVs compactos -, mas há muitas variáveis a serem resolvidas antes. A primeira é que a montadora não domina o segmento acima de R$ 50 mil. Raramente algo que ela prepara para esse público vai bem. Mas é um modelo de uma marca ícônica, a Jeep. No entanto, é uma marca com pouca visibilidade hoje por aqui. O Renegade também não deve ser barato, mas a campanha de divulgação deve resolver isso. Chamativo e interessante, o modelo é, e isso é um bom começo.

Picapes compactas-médias

Renault e Fiat correm para ver quem lançará a primeira picape ‘super compacta’ do mercado. A Duster Oroch e a picape derivada do conceito FCC4 vão preencher um espaço entre as picapes compactas e médias e têm, em teoria, um público potencial. Mas vai depender do custo-benefício para saber se valerá a pena migrar desses outros níveis para elas.

Peugeot 2008

O SUV baseado no hatch 208 chega em maio, portanto, depois do Renegade e HR-V. Pesa contra também a imagem mais refinada da Peugeot, que não combina com a pegada lameira desses modelos (claro, só na teoria). Mas o 2008 é um bom carro, com itens desejados e motorização adequada, sobretudo a THP 1.6 flex. Vai custar mais barato também, porém, ele é baixo e nem lembra que você está num SUV por dentro.

Chery QQ

Segundo produto nacional da Chery, o novo QQ em nada lembra o velho. É maior e mais bonito, além de moderno. Mas o principal é que será feito no Brasil e isso pode tirar a má impressão que muita gente tem de carros chineses. Dificilmente custará tão barato quanto o atual, mas se ficar abaixo de R$ 25 mil ele pode ser uma alternativa aos raros pés-de-boi que restaram no país.

Modelos que devem vender pouco em 2015

Que nossas línguas queimem em dezembro, desejarão as marcas cujos modelos citamos abaixo. Tudo bem, melhor que estejamos errados mesmo e eles se tornem modelos de sucesso, mas há muitas dúvidas pelo caminho.

Nissan New Versa 2015

Nissan New Versa 2015

Nissan New Versa

O Versa é um bom sedã, com espaço de sobra e boa lista de equipamentos, porém, ele já teve sua época. Mesmo com o tapa no visual que receberá, o Versa deve ser ofuscado pela concorrência, que cresceu e está em alta com os consumidores – caso do Prisma, HB20S e Ka+. O ideal era que a Nissan já tivesse uma nova geração do modelo por aqui, mas isso não vai acontecer tão cedo.

JAC T5 e T6

No caso da JAC, o problema nem são os dois SUVs e sim o câmbio. Com o dólar a R$ 2,70 nenhum importador sobrevive. Pagando mais impostos e ainda tendo de arcar com esse custo extra da moeda brasileira desvalorizada, a JAC certamente terá que vender o T5 e T6 a preços pouco competitivos. Melhor esperar pela fábrica nacional.

Chery Celer

Veja também: Os melhores SUVs do Brasil com preço até R$ 80 mil

O Celer é nacional, o que evita os problemas que a JAC tem ainda, mas a Chery não vai ter vida fácil também. Sua dupla de compactos terá que suar para convencer os brasileiros a deixar de lado modelos mais confiáveis e, por que não dizer, mais atraentes. Como a marca chinesa já disse que acha que seus carros já podem custar mais caro, imagine-se o impacto disso nas vendas.

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook e no Google+.

Os carros que vão bombar em 2015

»crosslinked«