Dicas para preservar o veículo e economizar combustível

Dicas são válidas para preservar o carro e economizar combustível numa viagem de carro

O mês de julho chegou e, junto com ele, as férias de inverno. Muitas pessoas acabam aproveitando este período para viajar e aproveitarem os dias de folga. Para esses casos há uma série de dicas válidas para diminuir o consumo de combustível do veículo em até 15%, por exemplo. Além disso, há uma série de recomendações da Bosch para preservar o automóvel nas viagens.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Uma das recomendações é a utilização da sonda lambda; um componente do sistema de injeção eletrônica que emite sinais que são utilizados pela unidade de comando para determinar o volume exato de injeção de combustível necessário. Quando apresenta problemas, pode ocorrer uma injeção de combustível maior do que o necessário, gerando um consumo excessivo. Para garantir seu bom funcionamento; recomenda-se realizar uma revisão a cada 30 mil quilômetros, com equipamentos de teste apropriados.

Linha de filtros Bosch

Linha de filtros Bosch

Deve-se verificar ainda as condições dos pneus. Quando murchos, além de reduzir sua vida útil, aumentam o atrito com o asfalto; ou seja, o carro precisa de mais potência para rodar e, consequentemente, exige mais força do motor. Isso aumenta o consumo de combustível até 10 por cento. É necessário checar a calibração dos pneus ao menos uma vez por mês.

No caso do ar-condicionado, é necessário chegar o filtro de cabine, visto que o excesso de sujeira dificulta a entrada de ar e, consequentemente, força mais o motor. Além disso, ele é responsável pela filtragem e purificação do ar no interior do veículo; pois absorve as substâncias nocivas presentes no ambiente, sobretudo em áreas com trânsito intenso. O ar-condicionado em mau estado pode provocar aumento no consumo de combustível em até 5 por cento.

Bateria Bosch S6

Bateria Bosch S6

Afora a troca do filtro, todo o sistema precisa estar em ordem. Isso inclui ainda a reciclagem do gás refrigerante para que a temperatura fique agradável sem a necessidade de ligar o aparelho no máximo, o que exigirá mais do motor.

É necessário ainda verificar o estado da bateria. Se a partida está fraca (ou seja, se é preciso girar a chave por mais tempo ou repetidas vezes para que o veículo funcione), pode ser que a bateria precise ser substituída. Neste caso, o problema pode ser ainda na parte elétrica do carro, que também deve ser checada.

Palheta Aerofit Bosch

Palheta Aerofit Bosch

Outro item que merece atenção especial são as palhetas. Elas devem ser substituídas pelo menos uma vez por ano ou ao serem observadas formação de faixas e riscos, ruído ou trepidação; formação de névoa e falhas na limpeza do para-brisa e lâmina quebradiça, torta ou rasgada. Ao substitui-las, é importante verificar ainda a condição do motor e o braço do limpador; chegar se o esguicho de água está desobstruído e corretamente posicionado. Já na hora de limpar, recomenda-se o uso de um pano umedecido em água e/ou sabão neutro.

Os filtros de óleo, ar e combustível auxiliam na redução do consumo de combustível e no nível de emissão de poluentes. Somente profissionais qualificados conseguem avaliar se a performance desses itens está afetando a eficiência e o funcionamento do veículo. Também é necessário que as trocas ocorram periodicamente, conforme recomendação do fabricante.

Vela Bosch

Vela Bosch

Já as velas de ignição devem ser trocadas periodicamente, conforme a recomendação do fabricante do veículo. Velas gastas ou danificadas podem prejudicar o desempenho do carro. Na troca das velas, o mecânico deve consultar o manual do veículo ou a tabela de aplicação do fabricante de velas.

Os cabos de ignição, que são os responsáveis por conduzir a corrente elétrica de alta tensão produzida na bobina de ignição às velas do motor; também deve ser checado. Um cabo de ignição danificado pode gerar problemas de interferências eletromagnéticas e/ou fuga de corrente; causando falhas no motor, consumo excessivo de combustível e problemas no catalisador.

Sonda lambda Bosch

Sonda lambda Bosch

Por fim, o sistema de freios deve ser checado a cada cinco mil quilômetros; onde indicará a necessidade de substituição dos componentes, o que garante maior segurança e um menor custo na manutenção do sistema. No momento de substituir o fluido de freio, é importante se atentar à especificação correta para cada tipo de veículo e garantir a substituição completa de tal componente. A aplicação de um fluido não adequado pode reduzir a eficiência da frenagem, colocando em risco a segurança.

Para viagens, a Bosch recomenda que a revisão do sistema de freios seja feita com no mínimo duas semanas de antecedência; visto que no caso de troca de discos e pastilhas é preciso observar cuidados no período de assentamento do material de atrito para a acomodação do sistema; evitando, neste período, freadas bruscas e em altas velocidades.

Confira o BlogAuto no: Youtube, FacebookGoogle+, Instagram e Twitter.

Dicas para preservar o veículo e economizar combustível