Toyota Hilux 2016

Toyota Hilux 2016

Toyota Hilux

Uma das picapes (senão o mais delas) desejadas pelos consumidores, a Toyota Hilux se consagra como a mais vendida da categoria, com 17 mil unidades emplacadas no acumulado. A picape japonesa foi completamente renovada no final do ano passado e se sobressai pelo visual mais moderno, além do interior mais próximo a de um carro de passeio. Por aqui, o modelo é vendido nas carrocerias cabine simples, cabine e chassi e dupla, com motor 2.8 turbodiesel.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

O propulsor do modelo é um quatro cilindros, que desenvolve 177 cavalos de potência, a 3.400 rpm, e torque de 42,8 kgfm nas versões cabine simples e chassi (1.600 a 2.400 rpm), e 45,9 kgfm nos modelos cabine dupla, com transmissão manual de seis marchas no primeiro caso e automática também de seis velocidades no segundo, sempre com tração 4×4. A capacidade de carga do modelo varia de 1.000 kg a 1.195 kg (as litragens das caçambas não foram especificados pela marca).

Nos itens de série, a Hilux SRX (topo de linha) conta com ar-condicionado, faróis com acendimento automático, computador de bordo com tela TFT de 4,2 polegadas, volante ajustável em altura e profundidade, acabamento interno em couro, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, GPS, DVD e TV digital, câmera de ré, partida do motor e destravamento das portas sem chave, volante multifuncional, luzes diurnas de LED, sete airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, de reboque e de descida, Isofix, freios ABS com EBD, entre outros.

A versão mais em conta da Hilux sai por R$ 115.150, enquanto a topo de linha chega a R$ 188.550.

Mitsubshi L200 Triton Savana AT 2017

Mitsubshi L200 Triton Savana AT 2017

Mitsubishi L200 Triton

A L200 Triton já sente os sinais da idade. A atual geração do modelo foi lançada há 10 anos e vai ser uma sucessora que conviverá junto com o modelo atual. No entanto, o utilitário consegue se destacar pela ampla gama de versões, com direito aos modelos GLX (diesel com câmbio manual), HPE (flex manual e diesel manual ou automática), Outdoor (flex manual e diesel manual ou automática), Savana (diesel manual ou automática) e GL (diesel manual), este último apenas para frotistas.

A Mitsubishi vende a picape com preços entre R$ 91.990 e R$ 149.990. O modelo topo de linha é equipado com airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado automático, banco do motorista com ajuste de altura manual, bancos revestidos em couro, direção hidráulica, controle de cruzeiro, trio elétrico, volante ajustável em altura e com comandos do sistema de som e piloto automático e sistema multimídia com tela sensível ao toque, DVD player e GPS.

O motor flex do modelo é um 2.4 litros de quatro cilindros, que rende 138 cv com gasolina e 142 cv com etanol, a 5.000 rpm, e torque de 21 kgfm e 22 kgfm, a 4.000 rpm, com transmissão manual de cinco marchas e tração 4×2 traseira. Já o turbodiesel é um 3.2 litros de quatro cilindros, com 180 cv, a 3.500 rpm, e 38 kgfm, a 2.000 rpm, acoplado a um câmbio manual ou automático, ambos de cinco velocidades, e tração 4×4. A caçamba tem 788 litros e capacidade de carga para 1.010 kg.

Quanto as vendas, a Triton foi o penúltimo modelo mais emplacado do segmento, atrás apenas da Nissan Frontier, com 4.570 unidades vendidas no primeiro semestre deste ano.

nissan-frontier-2015-3

Nissan Frontier

Assim como a L200 Triton, a Frontier também está prestes a ser substituída por uma nova geração, prevista para 2017 ou 2018. Mesmo assim, o modelo da Nissan tem preços relativamente elevados em relação aos valores cobrados pelas concorrentes mais modernas. A versão mais barata do utilitário não sai por menos de R$ 118.390, enquanto a topo de linha custa R$ 153.990.

O motor que equipa a Nissan Frontier é um 2.5 litros turbodiesel, capaz de gerar 190 cv, a 3.600 rpm, e 45,8 kgfm, a 2.000 rpm, associado a uma transmissão manual de seis marchas (no caso da versão S) ou automático de cinco velocidades (versões SV Attack e SL), sempre com tração 4×4. A caçamba do modelo tem capacidade para 1.012 litros e capacidade de carga para 1.030 kg.

Nos itens de série, a versão SL topo de linha conta com airbags frontais, freios ABS com EBD, controle de estabilidade e de tração, ar-condicionado digital dual-zone automático, acabamento interno em couro, chave presencial, volante multifuncional, controle de cruzeiro, computador de bordo, trio elétrico, faróis de neblina, sistema multimídia com tela de 6,2 polegadas e navegador GPS integrado, câmera de ré, entre outros.

Veja também: Os melhores SUVs do Brasil com preço até R$ 80 mil

A Frontier se posiciona na lanterninha nas vendas do segmento, com 2.010 unidades vendidas de janeiro a junho de 2016.

Continua na próxima página