Chevrolet Onix (iG Carros/João Kleber do Amaral)

E o “relógio” da General Motors deve voltar a andar para frente no segmento popular em breve. Explico: na minha opinião, o Celta foi uma involução. Sucedeu o Corsa, que era um projeto moderno na época, mas sem trazer nada de positivo, apenas um visual atualizado. A montadora aos poucos foi melhorando acabamento, motorização e equipamentos e o hatch até que respondeu bem. Tem uma imagem boa com seus donos, alto valor de revenda, mas nunca conseguiu atingir o objetivo para o qual nasceu: bater o Gol e o Mille em vendas.

Pois agora, com a chegada do Onix, a GM vai voltar a “evoluir” entre os hatches pequenos. O modelo, como se vê nas projeções do iG Carros, terá um visual bem atraente, nível de equipamentos maior, mais espaço e, dizem, motores mais econômicos, embora os mesmos 1.0 e 1.4 atuais.

Como não deve aposentar o Celta, o Onix pode acrescentar as vendas que faltam para a GM encostar na Volkswagen e na Fiat. Isso porque em tese o Celta deve ter seu preço reduzido para o patamar onde está o Uno Mille e o Ka. Com isso, a Chevrolet conseguirá compensar a migração dos clientes para o Onix que, por sua vez, pode atrair uma parcela maior de consumidores que hoje não compram nem Celta e nem Agile.

A versão sedã do Onix, segundo se comenta, chegará apenas no início de 2013 e, ao contrário do Celta, matará o Prisma, que não vende muito. O grande empecilho para o Onix nem será o Gol – que muda nesta semana – nem o Palio, que já deve estar no seu limite de vendas. O problema será a safra de novos hatches que estão chegando como o Etios, da Toyota, o “HB20”, da Hyundai, e o novo Ka, da Ford. Aí, sim, vamos saber como ficará dividido esse segmento, o mais volumoso do mercado.

Chevrolet Onix (iG Carros/João Kleber do Amaral)