Primeira Harley-Davidson

Primeira Harley-Davidson

Uma motocicleta que estampa a marca Harley-Davidson é o sonho de consumo de muita gente, em todas as partes do mundo. E apesar da marca ser bastante famosa, muitos não conhecem sua trajetória. Tudo começou em 1903, em um barracão nos fundos da casa de Arthur e Walter Davidson, em Milwaukee, Wisconsin (EUA), que logo depois se juntaram a Willian Harley para a produção artesanal de uma motocicleta.

O primeiro modelo produzido pela marca Harley-Davidson, vendido a um amigo pelo valor de 200 dólares, foi de competição, com componentes fortes o suficiente para participar de uma corrida no State Fair Park, também em Milwaukee. Nesta prova, a motocicleta se posicionou em quarto lugar. Trata-se do primeiro registro histórico documentado de um modelo da fabricante.

Harley-Davidson sendo usada pelo exército norte-americano

Harley-Davidson sendo usada pelo exército norte-americano

Graças a esse evento, a Harley-Davidson começou a se popularizar em diversos pontos dos Estados Unidos, o que elevou a expansão dos negócios em 1906, quando foi inaugurada a primeira fábrica, localizada na Juneau Avenue, em Milwaukee. O primeiro fruto dessas novas instalações foi uma motocicleta com motor 45º V Twin de 7 cavalos de potência, o suficiente para fazer o modelo alcançar 100 quilômetros por hora e levar os fãs ao delírio. Entretanto, poucas unidades dela foram produzidas.

Já em 1910, a Harley-Davidson lançou seu logotipo, que é mantido até hoje. Sete anos depois, a marca foi chamada pelo exército americano para produzir cerca de 20 mil motocicletas, que foram usadas durante a 1ª Guerra Mundial. Em 1918, o soldado americano Roy Holtz foi o primeiro a invadir a Alemanha com uma Harley-Davidson equipada com um side-car.

Elvis Presley no anúncio da Harley-Davidson

Elvis Presley no anúncio da Harley-Davidson

Essa contratação do exército foi outra contribuição para as vendas da Harley-Davidson. Em 1920, a marca norte-americana se tornou uma das maiores fabricantes de motocicletas do mundo, comercializando seus modelos em aproximadamente 2 mil revendas espalhadas por 67 diferentes países. Todavia, no ano seguida, Willian A. Davidson, um dos fundadores da marca, faleceu. Nos próximos cinco anos, Walter Davidson e Bill Harley também deram adeus.

Entre 1941 e 1945, a Harley-Davidson voltou a oferecer seus modelos para o exército dos EUA, desta vez para serem usados na 2ª Guerra Mundial. Durante este período, cerca de 90 mil motos foram destinadas para as forças norte-americanas. E logo após o fim da guerra, a fabricante voltou a produzir motocicletas para os consumidores.

Fábrica da Harley-Davidson em Manaus

Fábrica da Harley-Davidson em Manaus

Veja também: Uno 2015 terá Start-Stop e interior novo

A primeira grande propaganda da Harley-Davidson foi em 1956, quando o astro Elvis Presley posou para a edição de maio da revista “Enthusiast”, em cima de uma Harley KH. Já em 1998, a marca inaugurou sua primeira fábrica fora dos Estados Unidos, na Zona Franca de Manaus, aqui no Brasil. Dez anos depois, no dia 12 de julho, a marca lançou seu museu em Milwaukee, que exibe centenas de motocicletas, filmes, imagens e exibições de sua história.

A História da Harley-Davidson

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook e no Google+.

Harley-Davidson