McLaren 650S Spider

McLaren 650S Spider

A McLaren escolheu o Salão Internacional do Automóvel de Genebra 2014 para apresentar ao mundo o novo superesportivo 650S, tanto na carroceria cupê convencional como na Spider, a conversível da linha.

O novo McLaren 650S Spider traz como principal atrativo o desempenho e a dirigibilidade, onde as diferenças são quase nulas em comparação com a variante com teto rígido.

McLaren 650S Spider

McLaren 650S Spider

A novidade vem equipada com uma capota rígida que leva 17 segundos para abrir, a uma velocidade de até 30 quilômetros por hora. O vidro traseiro é movimentado de forma independente e, quando a capota está abaixada, funciona como um defletor de ar. Com essa alteração, o peso do McLaren  650S Spider sofreu um aumento de 40 quilos, totalizando 1.370 kg, o que, segundo a fabricante inglesa, não afetou os números de desempenho do bólido.

McLaren 650S Spider

McLaren 650S Spider

Por falar em desempenho, o McLaren 650S Spider é munido de um motor V8 biturbo de 3.8 litros, que desenvolve 650 cavalos de potência e 69,2 kgfm de torque, associado a um câmbio automatizado de sete velocidades e dupla embreagem. Com esse conjunto, o automóvel vai de 0 a 100 km/h em 3 segundos cravados. A prova de 0 a 200 km/h é feita em 8,6 segundos.

McLaren 650S Spider

McLaren 650S Spider

Veja também: Avaliação: Volkswagen up! 2015, um ‘UPgrade’ na categoria

Os discos de freio usados pelo McLaren 650S Spider são de carbono-cerâmica, enquanto os pneus são da Pirelli, modelo P Zero Corsa, juntamente com as rodas de 19 polegadas na parte da frente e aro 20 na parte de trás.

McLaren 650S Spider

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook e no Google+.