Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

A temporada de Fórmula 1 terá início no dia 18 de março, e a Mercedes-AMG estará mais uma vez contribuindo para a excelente segurança do Campeonato Mundial FIA de Fórmula 1 com dois modelos de alto desempenho e que já provaram suas credenciais nas pistas. Em 2022, o Safety Car será o Mercedes-AMG GT Black Series, enquanto o Mercedes-AMG GT 63 S 4MATIC+ faz a sua estreia como Medical Car oficial da categoria.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Ambos modelos receberam diversos equipamentos específicos para realizarem seus trabalhos nas pistas da Formula 1, permanecendo em sua essência, veículos iguais aos que são comercializados globalmente.

A característica mais notável do Safety Car é a ausência da habitual barra de luz no teto, o que interferiria no equilíbrio aerodinâmico cuidadosamente refinado do AMG GT Black Series. Em vez disso, foi criada uma solução completamente nova. Na frente, a sinalização obrigatória foi incorporada na área superior do para-brisa, enquanto as luzes voltadas para trás foram elegantemente integradas no spoiler traseiro. Todas as funções de sinalização são fornecidas por meio de luzes LED.

Visão geral das funções da luz de segurança:

Laranja: Assim que o Safety Car é colocado em serviço, os LEDs na cor laranja acendem. As luzes laranja piscando na seção central na parte traseira e brilhando constantemente em ambos os lados na frente que significam “absolutamente nenhuma ultrapassagem”.

Verde: Se o AMG GT Black Series entrar na pista no início de uma fase de Safety Car, os módulos verdes dianteiros e traseiros são ativados. Isso sinaliza para os pilotos de corrida que eles podem ultrapassar o carro de segurança.

Todos os módulos são totalmente reguláveis para permitir que a intensidade da luz seja adaptada às condições: por exemplo, corridas noturnas sob holofotes ou luz solar muito forte durante o dia. A placa traseira também é iluminada em laranja ou verde em sincronia com as luzes de segurança. Da mesma forma, os faróis e as luzes traseiras têm um papel importante na sinalização. Sempre que o Safety Car está na pista, seu piscar rápido chama ainda mais a atenção.

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

O interior do Safety Car é o mesmo do AMG GT Black Series de série, incluindo o Pacote AMG Race Track. Além disso, uma gaiola de proteção feita de titânio tubular consiste em uma estrutura principal, uma cinta de fixação do cinto, duas cintas traseiras e uma cruz diagonal na parte traseira. O sistema aumenta ainda mais a rigidez do veículo e tem uma influência em seu desempenho e a na segurança passiva. As únicas novidades são os cintos de segurança de seis pontos estipulados pela FIA, dois tablets no console central e painel de instrumentos na frente do banco do passageiro. Eles permitem que o co-piloto Richard Darker monitore toda a situação de pista. Enquanto Mayländer está concentrado na pista e simultaneamente de olho no espelho retrovisor, Darker mantém contato por rádio com o controle de corrida. No console central há dois botões vermelhos para controlar todos os comandos do rádio, além de dois botões giratórios para ajustar o volume. A comunicação entre eles também é feita via rádio. O cockpit está equipado com um segundo sistema de rádio como backup de emergência. O controle da sinalização luminosa é feito por meio de um painel montado na frente do teto, com teclas redondas codificadas por cores que permitem um acionamento preciso mesmo ao usar luvas de corrida.

Outros sistemas adicionais específicos da FIA também estão instalados e são idênticos aos de todos os carros de Fórmula 1. Eles incluem o sistema transponder para cronometragem, o GPS de alta resolução e a telemetria. Igualmente integrado está o “sistema de bandeiras”, que usa três LEDs coloridos no painel de instrumentos e na frente do co-piloto para mostrar os sinais de bandeira para a respectiva seção da pista. Além disso, há a “luz de advertência médica”. No caso de um acidente na pista que exceda um limite crítico de força G, os LEDs piscam várias vezes. Isso fornece um aviso adicional para se preparar para a ação.

O Mercedes-AMG GT Black Series tem todas as credenciais necessárias para o trabalho duro no mais alto nível do automobilismo. Ele foi desenvolvido especificamente para a vida nas pistas de corrida, com 730 cv, uma carroceria mais rígida, a nova suspensão altamente ajustável, engenharia leve inteligente e aerodinâmica ativa. A versão de série do AMG GT Black Series acelera de zero a 100 km/h em 3,2 segundos e atinge uma velocidade máxima de 325 km/h. Atualmente, nenhum outro modelo Mercedes-AMG feito “para as ruas” está mais próximo do automobilismo do que esse.

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

Para o carro de segurança oficial da F1, os especialistas em suspensão em Affalterbach projetaram uma configuração em combinação com os pneus Pirelli P Zero que oferecem a melhor solução possível para todas as pistas e condições climáticas. Os freios compostos de cerâmica de alto desempenho AMG são exatamente os mesmos de um AMG GT Black Series de fábrica. O mesmo se aplica à aerodinâmica refinada com uma grande saia dianteira, abas adicionais, um divisor dianteiro maior e a borda de corte vertical na saia traseira. Juntamente com a asa traseira de duas lâminas com um flap adicional controlado eletronicamente, a aerodinâmica cria uma força descendente e equilíbrio ideais.

O Mercedes-AMG GT 63 S 4MATIC+ faz sua estreia na categoria. O novo Medical Car está de prontidão para uma rápida resposta de emergência e é ocupado por até três médicos, incluindo o Coordenador de Resgate Médico da FIA, Dr. Ian Roberts.

O Medical Car segue o grid durante a primeira volta porque as corridas são particularmente tensas nesta fase. Em caso de uma ocorrência, isso garante que os médicos possam chegar ao local do acidente o mais rápido possível e começar imediatamente a administrar os primeiros socorros. Durante a corrida, o Carro Médico Oficial da F1 aguarda de prontidão no pit lane ao lado do Safety Car.

O motor biturbo V8 de 4.0 litros oferece uma potência máxima de 639 cv e acelera o cupê de quatro portas de zero a 100 km/h em 3,2 segundos. Sua velocidade máxima é de 315 km/h. Assim como o Safety Car, seu motor V8, transmissão AMG SPEEDSHIFT MCT 9G, coxins dinâmicos do motor e diferencial eletrônico com travamento traseiro são os mesmos da versão de série. Uma vantagem em relação ao seu antecessor é a tração integral AMG Performance 4MATIC+ totalmente variável, que garante ótima performance e o mais alto nível de segurança de condução mesmo com mau tempo e chuva torrencial.

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022

Em termos de aparência, o Medical Car difere do veículo de produção padrão em grande parte devido aos logotipos da FIA e F1 e à barra de luz no teto. Ele é montado em fibra de carbono e projetado para oferecer a menor resistência ao vento possível. Ao mesmo tempo, otimiza o fluxo de ar para a asa traseira fixa.

Dentro do espaçoso porta-malas está o conjunto completo de equipamentos de emergência, incluindo desfibrilador, aparelho de respiração, cortador de resgate e dois extintores de incêndio portáteis. Quando a tampa traseira está aberta, luzes piscantes adicionais sinalizam um aviso para a passagem de carros de corrida.

Os socorristas são mantidos firmemente no lugar, mesmo em altas velocidades, por quatro assentos individuais de corrida, incluindo cintos de seis pontos nos bancos dianteiros e cintos de quatro pontos na parte traseira. Para máxima segurança, os consoles dos assentos são soldados ao piso do veículo. Um aparelho de rádio facilita a comunicação com a equipe de gerenciamento da corrida. Para acompanhar a corrida, há três tablets e um monitor adicional para o retrovisor eletrônico instalado no painel do lado do passageiro.

Veja também: Os carros mais velozes das últimas 8 décadas

Todos os pilotos de Fórmula 1 usam luvas especiais equipadas com sensores no dedo mindinho para monitorar seus sinais vitais. Em uma emergência, os paramédicos podem receber informações em tempo real em uma das telas, informando a taxa de pulso atual ou o nível de oxigênio no sangue da vítima. Isso permite que eles coordenem medidas de primeira resposta eficazes e direcionadas.

Assim como no ano passado, a Mercedes-AMG está compartilhando os exigentes trabalhos Safety e Medical Car com o fabricante britânico de carros esportivos Aston Martin. Ambas as marcas mantêm uma ampla cooperação técnica, que inclui a Mercedes fornecendo aos britânicos seus motores biturbo de oito cilindros.

Esses são os modelos Mercedes-AMG utilizados como “Safety Car” oficial da categoria desde 1996:

  • 1996 – C 36 AMG
  • 1997-1999 – CLK 55 AMG
  • 2000 – CL 55 AMG
  • 2001-2002 – SL 55 AMG
  • 2003 – CLK 55 AMG
  • 2004-2005 – SLK 55 AMG
  • 2006-2007 – CLK 63 AMG Black Series
  • 2008-2009 – SL 63 AMG
  • 2010-2012 – SLS AMG
  • 2012 (GP Alemanha) – 2014 – SLS AMG GT
  • 2015-2018 – Mercedes-AMG GT S
  • 2019-2021 – Mercedes-AMG GT R
  • 2022 – Mercedes-AMG GT Black Series

E esses são os modelos utilizados como “Medical Car”:

  • 1996 – C 36 AMG
  • 1997 – C 36 AMG; E 60 AMG
  • 1998-2000 – C 55 AMG Station Wagon
  • 2001-2003 – C 32 AMG Station Wagon
  • 2004-2007 – C 55 AMG Station Wagon
  • 2008-2014 – C 63 AMG Station Wagon
  • 2015-2021 – Mercedes-AMG C 63 S Station Wagon
  • 2022 – Mercedes-AMG GT 63 S 4MATIC+

Confira o BlogAuto no: Youtube, TikTok, FacebookInstagram, Twitter e Pinterest.

Mercedes-AMG veja os novos Safety e Medical Cars para a Fórmula 1 2022