Ônibus da Mercedes-Benz

Ônibus da Mercedes-Benz

Desde agosto, a Mercedes-Benz está oferecendo seus chassis de ônibus equipados com o sistema de desligamento automático do motor no mercado brasileiro. A novidade diminui o custo operacional para os clientes; reduz o consumo de combustível e melhora a eficiência energética. Outro recurso é o módulo de recuperação de energia elétrica, que estará disponível a partir do início de 2018.

Descubra como ter um carro novo de forma inteligente e segura, sem preocupações. Saiba mais, clicando aqui.
Ônibus da Mercedes-Benz

Ônibus da Mercedes-Benz

O sistema EIS (Engine Idle Shutdown) de desligamento do motor interrompe o funcionamento do conjunto depois de um longo período (cerca de quatro minutos), caso o ônibus esteja parado; porém com o motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado; sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço.

Ônibus da Mercedes-Benz

Ônibus da Mercedes-Benz

Já o RKM, sistema de recuperação de energia elétrico, estará disponível iniciamente para os chassis de ônibus articulados e superarticulados da linha O 500; além dos modelos O 500 U e M. Este recurso aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo; principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em super capacitores, que atuam de forma autônoma. A energia elétrica armazenada é utilizada posteriormente como fonte adicional na aceleração do ônibus.

Qual Picape comprar? Todas as opções do mercado brasileiro

No sistema de recuperação de energia, os super capacitores funcionam com baixa tensão de 24 V; que podem ser recarregados de forma mais rápida. Isso faz com que a energia elétrica armazenada possa ser aproveitada imediatamente por qualquer componente que demande energia elétrica.

Ônibus da Mercedes-Benz

Ônibus da Mercedes-Benz

Entre os demais recursos que oferecem vantagens em custo operacional, há o câmbio automatizado Mercedes PowerShift (reduz o consumo de combustível); o freio-motor auxiliar Top-Brake (economiza combustível e diminui o desgaste do sistema de freio); sistema auxiliar de freio Retarder (reduz o desgaste dos componentes do sistema de freio); e monitoramento da pressão dos pneus (aumenta a vida útil dos pneus e melhora a eficiência do conjunto).

Confira o BlogAuto no: Youtube, FacebookGoogle+, Instagram e Twitter.

Mercedes-Benz torna ônibus mais eficientes com tecnologias