Scania Super Rodotrem R620 V8 6x4

Scania Super Rodotrem R620 V8 6×4

A Scania está marcando presença na Fenatran, que acontece até o dia 20 de outubro no São Paulo Expo, na capital paulista; com o lançamento de cinco caminhões e de dois serviços para o mercado brasileiro, além de novos motores. Entre as novidades, há modelos com novos motores de até 510 cavalos de potência, que segundo a marca são mais econômicos até 5%. Ao todo, são onze caminhões expostos.

Os novos motores V8 da Scania estão disponíveis na opção de 16 litros com potências de 560 ou 620 cv, com torque de 275,5 kgfm e 306,1 kgfm, respectivamente, entre 1.000 e 1.400 rpm. Já os propulsores de 13 litros e seis cilindros em linha passam a dispor de duas novas opções de potências, com direito ainda a um bloco do motor com composto compactado de ferro e grafite (CGI), que duplica a resistência à fadiga.

Scania Streamline R Highline 510 6x4

Scania Streamline R Highline 510 6×4

Um dos lançamentos da Scania na Fenatran é o Streamline R Highline 510 6×4; que usa um motor de 13 litros, capaz de desenvolver 510 cavalos de potência, a 1.900 rpm, e 260,2 kgfm de torque, disponível entre 1.000 e 1.300 rpm. Este propulsor usa uma nova tecnologia de alta pressão de injeção, que oferece até 5% de economia de combustível em relação à versão atual.

Já o Streamline R Highline 450 6×2 estreia no evento com um novo motor de 13 litros, com até 450 cv, a 1.900 rpm, e 239,8 kgfm, entre 1.000 e 1.300 rpm. Com esta unidade, o caminhão está também 5% mais econômico.

Scania Streamline R Highline 450 6x2

Scania Streamline R Highline 450 6×2

Outra novidade é o Super Rodotrem Scania R 620 V8 6×4, com uma inédita configuração de 11 eixos e capacidade de carga para até 91 toneladas; recomendado para o segmento canavieiro e de grãos, por exemplo. Ele usa um motor 16 litros V8, com até 620 cv e 306,1 kgfm; e é dotado de um novo sistema de filtragem de ar para a aplicação fora de estrada.

Há ainda o novo Heavy Tipper, que usa componentes mais robustos; capazes de proporcionar mais 25% de capacidade de carga líquida em relação aos modelos atuais. Com isso, há um aumento da disponibilidade em até 5%, redução em até 15% do custo por tonelada transportada e aumento em 30% da vida útil na operação (cerca de um ano a mais de trabalho). Este modelo cria o nicho de 40 toneladas de 58 toneladas de PBT para a Scania.

Scania Streamline R Highline 450 6x2

Scania Streamline R Highline 450 6×2

O estande da marca conta também com o caminhão-show Streamline R Highline 620 6×4, com um V8 de 620 cv e 306,1 kgfm; bancos em couro; rodas de alumínio polido; faróis de xenônio; defletor; geladeira; bafômetro; airbag e sistema de frenagem inteligente. Outra atração é o Streamline R 440 8×2, para transporte de cargas de longas distâncias; dotado de capacidade para 54,5 toneladas de PBT e 37 t de carga líquida.

O Streamline G 360 6×2, por sua vez, é um dos caminhões de maior destaque entre os pesados de entrada. Ele está 4% mais econômico, graças a aprimoramentos no motor de 13 litros; que rende 188,7 kgfm, entre 1.000 e 1.300 rpm. Já o R Highline 440 6×2 aparece com 440 cv e 234,7 kgfm, já a 1.000 rpm.

Veja também: Os carros mais velozes das últimas 8 décadas

No caso do Streamline R Highline 480 6×4, já um motor que rende 352,9 kgfm de torque, a 1.000 rpm; que está 4% mais econômico. O G 480 6×4 é um modelo off-road com alto torque. Por fim, o P 310 8×2 é o semipesado mais vendido da Scania; e é equipado com suspensão a ar, quarto eixo, balança digital, caixa automatizada Opticruize e Driver Support.

Confira o BlogAuto no: Youtube, FacebookGoogle+, Instagram e Twitter.

Tudo sobre a Scania na Fenatran