Semáforos inteligentes já são realidades para proprietários de Audi

Semáforos inteligentes já são realidades para proprietários de Audi

Tecnologias desenvolvidas para aumentar a segurança e auxiliar o condutor estão cada vez mais presentes nos automóveis. Desta vez, a Audi anunciou nos Estados Unidos que os modelos A4 e Q7 agora dispõem de um novo recurso capaz de identificar quando o semáforo ficará verde ou vermelho, através de indicações no painel de instrumentos. Trata-se de um dos primeiros passos dos chapados “semáforos inteligentes”.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

No caso dos modelos da Audi, há uma plataforma chamada V2I ou V-to-I (Vehicle to Infrastructure), que troca informações em tempo real com uma central de tráfego, esta capaz de verificar a localização do veículo e informar quando o semáforo à frente vai fechar ou abrir. Todavia, tal tecnologia deverá ser ainda mais interessante no futuro, devido à presença mais forte de troca de informações, fazendo com que o sistema seja capaz de terminar as posições dos carros e, assim, flexibilizar o tempo de abertura e fechamento dos semáforos.

Com isso, você não precisará passar mais por situações como ficar parado por um bom tempo em um cruzamento às 4 horas da madrugada, por exemplo, quando não costuma passar ninguém no local. Além disso, o sistema poderá analisar o fluxo para “aliviar” momentos como pegar o sinal vermelho em praticamente todos os semáforos de uma avenida.

Trânsito inteligente

Trânsito inteligente

Para o professor do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, na Alemanha, um sistema base do Light Traffic em que o semáforo funciona como uma central de controle do cruzamento pode ser mais eficiente. Neste caso, a partir do momento que o recurso entra em contato com os veículos que se aproximam pelas vias que se cruzam, o semáforo pode determinar qual o tempo de fechamento mais adequado para cada um deles.

O sistema poderá ser ainda capaz de informar no painel de instrumentos ou como parâmetro para veículos autônomos a velocidade ideal de aproximação para cada carro.

No Light Traffic, uma central recebe informações dos veículos que se aproximam de um ponto com semáforo e cada carro é responsável por informar parâmetros como velocidade e intenção, como virar à direita ou cruzar a via. Com esses dados, o sistema realiza cálculos para otimizar o fluxo e manda aos veículos orientações sobre velocidade de aproximação e a faixa a ser ocupada. Devido a isso, o condutor não precisará esperar ou ficará na espera por um tempo muito reduzido pelo sinal verde.

Para os especialistas, esses recursos poderão dobrar a capacidade de tráfego nos cruzamentos e até mesmo, em uma emergência, acionar os semáforos para liberar as vias para ambulâncias ou carros de bombeiros, por exemplo.

Ainda não se sabe, porém, quando tais recursos serão uma realidade para a maioria dos condutores e fazer do trânsito um ambiente melhor.