Sistema de freios ABS da Bosch para motos

Sistema de freios ABS da Bosch para motos

O mercado de motocicletas está cada vez maior. Segundo estudos, a produção mundial anual de motos deve ultrapassar 160 milhões até 2021; sendo que 90% serão fabricadas na China, Índia e Sudeste Asiático. E boa parte desses modelos sairão da fábrica equipados com o sistema de freios ABS (antitravamento). Na Índia, por exemplo, o recurso será equipamento obrigatório em motocicletas a partir de 2018.

Inscreva-se no Canal do BlogAuto no YouTube, vídeos novos todo dia.

Segundo dados divulgados pelo Ministério dos Transportes Rodoviários e pelo Departamento de Estradas de Rodagem da Índia; aproximadamente 36 mil pessoas morreram por lá enquanto conduziam motocicletas em 2012, o que representa cerca de 26% do total de acidentes de trânsito.

A Bosch, por sua vez, conduziu uma pesquisa que apontou que um em cada três acidentes envolvendo motocicletas poderia ser evitado com o uso do ABS. Além disso, um em cada cinco acidentes poderia ter a velocidade de colisão reduzida com a implementação do sistema, contribuindo para a redução da gravidade das lesões corporais.

Na União Europeia, todos os novos projetos de motocicletas já saem de fábrica com freios ABS desde o início de 2016 e; a partir deste ano, todas os modelos com mais de 125 cc também passaram a contar com o sistema de segurança. O Japão, por sua vez, terá legislação semelhante a partir de 2018 e, em Taiwan, a partir de 2019. Os EUA e Austrália também estudam discutem tal tema.

Sistema de freios ABS da Bosch para motos

Sistema de freios ABS da Bosch para motos

Já no Brasil, a resolução de 2014 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determina o uso obrigatório de freios ABS ABS nas duas rodas para motos com cilindrada maior ou igual a 300 cc; e, em pelo menos uma das rodas para veículos menores que 300 cc. Neste último caso, o fabricante pode optar pelo Sistema de Freios Combinados (CBS – Combined Braking System).

De acordo com dados do Caderno de Acidentalidade no Trânsito em Campinas de 2015, da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), as motocicletas aparecem em quase metade dos acidentes fatais no município; estando envolvidas em 43% dos casos, sendo 33% nos acidentes com vítimas e 10% nos atropelamentos.

A Bosch fabrica freios ABS para motocicletas e já entregou mais de dois milhões de unidades desde 1995. Um dos lançamentos da marca é o ABS10, que tem dimensões menores e é cerca de 30% mais leve; com 450 gramas. Esta nova versão do sistema ABS para motos tem como alvo os mercados emergentes; onde prevalece a presença de motos com até 250 cc, além de ser uma categoria mais sensível ao preço.

Para motocicletas maiores, que são comuns na Europa, Japão e América do Norte; a Bosch tem o Controle de Estabilidade de Moto (MSC). Trata-se de uma espécie de ESP para motos, que monitora os parâmetros da motocicleta, como ângulo de inclinação; e pode ajustar instantaneamente suas intervenções eletrônicas de frenagem e aceleração para se adequar à situação do motociclista. Isso evita que a moto derrape e caia ao frear em curvas.

Há também o sistema Side View Assist que, ao mudar de faixa, verifica o perigo dos dois lados da moto (áreas de ponto cego do motociclista) com o uso de sensores ultrassônicos.

Confira o BlogAuto no: Youtube, FacebookGoogle+, Instagram e Twitter.

Freios ABS para motos serão obrigatórios em diversos países

»crosslinked«