Peugeot 307 com sistema e-Clutch da Bosch

Peugeot 307 com sistema e-Clutch da Bosch

Pensar fora da caixinha, foi assim que os engenheiros da Bosch começaram o projeto de “reinvenção” do pedal da embreagem, o último dos três a receber auxilio da eletrônica. Os mais velhos vão lembrar que no fim dos anos 90, tivemos carros sem o pedal de embreagem, como Chevrolet Corsa, Fiat Palio e Mercedes-Benz Classe A. Posso dizer uma coisa, esqueça eles. Depois de uns 15 anos a tecnologia melhorou muito.

A Bosch convidou alguns jornalistas para conhecer um sistema que ela desenvolveu e ainda nem apresentou para nenhuma fabricante, o electronic Clutch System (e-Clutch), sistema que aciona eletronicamente a embreagem. Além do conforto, a tecnologia possibilita economia de combustível, podendo chegar a um índice de até 5% em um circuito misto entre cidade e estrada.

Com o e-Clutch, o acionamento da embreagem é feito eletronicamente e a troca da marcha é realizada de forma manual. Com isso, o sistema apresenta características como o Stop & Go (anda e para em situações de tráfego intenso sem precisar pressionar a embreagem), Hill Assistance (saída em rampa) e o Park Assistance (assistente de estacionamento que possibilita engatar a primeira marcha e a ré sem pisar na embreagem).

Sistema e-Clutch da Bosch

Sistema e-Clutch da Bosch

Outro diferencial é a economia de combustível por meio do Idle Coasting (embreagem desacoplada), que entra em operação quando o usuário retira o pé do acelerador. Neste caso, a embreagem abre desacoplando o motor da transmissão (porém a marcha permanece engatada) de modo a aproveitar ao máximo a energia de movimento do veículo e reduzir o consumo de combustível.

A embreagem é reacoplada automaticamente quando o motorista pisa no freio ou no acelerador. Todas as variáveis do motor e da transmissão são permanentemente monitoradas pelo software, garantindo total segurança ao motorista e pleno funcionamento do sistema.

A grande sacada é que o pedal da embreagem continua lá e se quisermos podemos usar normalmente como uma embreagem atual, ou seja, o funcionamento pode ser totalmente manual.

Segundo a Bosch o custo do equipamento gira em torno de 50% de um câmbio automatizado, ou seja, algo em torno de R$ 1.500 e pode se tornar uma opção para quem não gosta ou não se adaptou a um câmbio automatizado.

Peugeot 307 com sistema e-Clutch da Bosch

Peugeot 307 com sistema e-Clutch da Bosch

O BlogAuto testou rapidamente o sistema instalado em um Peugeot 307 2007, que mostra que o sistema poderia ser instalado em veículos até mais velhos, e o sistema que ainda está em desenvolvimento, mostrou muitas qualidades, mesmo quando testamos buscando os “erros” que cometemos, o sistema saiu-se muito bem, não deixando o carro “morrer” e desacoplando a embreagem para economia sempre que possível. O ponto alto é que a decisão pela troca da marcha é totalmente do motorista.

Vídeo: ex-piloto de Fórmula 1, Luiz Razia ensina com melhorar sua performance nas pistas

A previsão é que o e-Clutch esteja disponível no mercado em até dois anos, uma vez que pode ser adequado às plataformas dos veículos já existentes. Entretanto o e-Clutch deve ser um dispositivo original de fábrica, pois não é possível instalar o sistema de acionamento eletrônico da embreagem no mercado de reposição.

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook e no  Google+.

Bosch reinventa a embreagem