Chana Star

Primeira chinesa a desembarcar ao mercado brasileiro – lançada no Salão de São Paulo, em 2006 –, a Chana passa a se chamar Changan, adotando o nome da empresa proprietária da própria Chana e da Hafei Motors. O anúncio da nova “identidade” da fabricante foi feito durante a 18ª edição da Fenatran.

“Ao contrário dos comentários iniciais sobre o nome, à época de sua apresentação no Salão do Automóvel de 2006, entendemos que o consumidor brasileiro aceitou muito bem os veículos do Chana”, explica o presidente da Tricos Districar, Abdual Ibraimo. “Mas é chegado o momento da mudança, até porque, ao adotar Changan, vamos utilizar o fato desta montadora ser a 1ª da China em miniutilitários e a quarta entre os construtores de veículos daquele país”, complementa o executivo.

Ibraimo só não explicou por que esperaram cinco anos para trocar o nome antigo – motivo de trocadilhos dos mais infames. No Brasil, o portfólio da agora Changan é composto pelos utilitários pequenos MiniStar e Star, com versões para carga ou passageiros, e com cabine simples, estendida ou dupla, respectivamente. O primeiro modelo é equipado com um motor 0.8 litro 8V a gasolina de 53 cv, enquanto o segundo vem provido do propulsor 1.3 8V de 81 cv (gasolina).