Vauxhall Meriva

Não, não se animem. A minivan Meriva mudou, mas na Europa. A Vauxhall – braço britânico da Opel – liberou as primeiras imagens da sua nova geração que confirmou o uso de portas traseiras suicidas, chamadas de FlexDoor pela marca, uma solução um tanto inusitada nos dias de hoje. A gestação da Meriva foi tão longa que o visual nem chega a surpreender.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

Há até uma “homenagem” ao C4 Picasso (brincadeira) no “dente” que recorta a porta traseira. O teto solar panorâmico, item meio que padrão entre as minivans europeias, está lá também. Não foram revelados dados ainda, mas é certo que o modelo ficou mais largo e com entre eixos maior.

Os motores compreenderão seis versões turboalimentadas com potência entre 74 e 138 cv. Dizem que a Meriva será tão versátil quanto um Fit com várias soluções internas. Ah, sim, as portas suicidas abrem até 90º e por isso facilitariam o acesso, coisa que monovolume costuma já ser melhor que a média.

Como a GM no Brasil perdeu o link com a Opel, nos resta chupar o dedo e nos contentarmos com alguma futura solução caseira. A Opel e a Vauxhall mostram o novo Meriva no Salão de Genebra em março.