BMW “alivia” o sedã 320i e baixa preço para R$ 109 500

BMW Série 3

BMW Série 3

A Audi prometeu uma virada no mercado brasileiro, mas quem está executando esse plano é a BMW. Os alemães da Bavária têm hoje a marca de luxo mais vendida no país. São mais de 500 unidades por mês de emplacamentos, mais de três vezes o volume da rival, dirigida pelo brasileiro Paulo Kakinoff. Além de expandir o portfólio e trazer com rapidez seus lançamentos, a BMW resolveu oferecer versões mais “despojadas” de seus carros. Primeiro foi o 118i, o mais barato BMW do país, por R$ 95 mil, agora o sedã 320i pode ser comprado por R$ 109 500.

Avaliação: novo Toyota Corolla 2015

É pouco mais que um Citroën C5 e mais barato quem Passat 2.0 Turbo, por exemplo. Pelo termo despojado, estamos falando de eliminar sensor de estacionamento, faróis de xenônio e teto solar elétrico. Já os itens de tecnologia e segurança continuam a bordo, assim como o motor 2.0 de 156 cv. O 320i vai de 0 a 100 km/h em 10,5 segundos e atinge 204 km/h. Antes disso, o Série 3 mais barato custava a partir de R$ 130 mil.

A verdade é que, aos poucos, as marcas premium de importados passam a atuar numa faixa do mercado mais comum, como ocorre na Europa. Modelos como o A3, Série 1, Série 3, Classe C e Volvo S40 são carros de classe média em outros países. Claro que nossa renda não se compara, mas aqui o fato de alguém estar a bordo de um BMW é sinônimo de milionário – para esses existem, sim, os luxuosos como o Série 7, Classe S e Audi Q7, por exemplo.

4 comments
Carlos Gusmão
Carlos Gusmão

Eu adorei esta versão realmente se os air-bags estiverem no lugar vale pagar!!

Leandro Pi
Leandro Pi

@rr09

Com certeza! Outra que ajuda é que as marcas premium perderam muito mercado nos países principais e tiveram que rever a relação com os países emergentes que sentiram pouco a crise.

É só não sair tirando os air-bags que estará tudo bem!

rr09
rr09

Putz isgrila!!! Vou comprar mais um "cofrinho"!

Muito desta "redução" de preços se deve ao baixo preço do dolar.