Mitsubishi Mirage

Mitsubishi Mirage

As vendas da Mitsubishi nos Estados Unidos apresentaram forte queda nos últimos meses, de 30% em relação ao ano passado. Porém, para se recuperar no mercado norte-americano, a fabricante japonesa anunciou a chegada do novo compacto Mirage por lá, que já é comercializado na Ásia e na Europa. Por se tratar de um modelo de baixo custo, o novo Mitsubishi Mirage deverá ser o automóvel mais em conta à venda nos EUA.

Assista o vídeo: Papo de piloto como Chico Serra

Veja também: Mitsubishi lança linha 2013 da picape L200 com uma série de novidades

O Mitsubishi Mirage, no entanto, não fará sua estreia em terras americanas por agora. De acordo com o fabricante, o hatch compacto será comercializado naquele mercado a partir de setembro de 2014, já em nova geração ou, pelo menos, com sua primeira reestilização no visual. Para abastecer as vendas do dois-volumes nos Estados Unidos, o Mitsubishi Mirage terá sua produção na Tailândia ampliada de 150.000 para 200.000 carros por ano.

Além disso, a Mitsubishi anunciou o lançamento da nova geração do utilitário-esportivo Outlander por lá, que também terá como missão ampliar as vendas da empresa até 2014, passando dos 55 mil carros vendidos atualmente para pelo menos 100 mil. A versão Plug-In Hybrid do Mitsubishi Outlander também será oferecida nos EUA, mas somente daqui dois anos. Os planos da marca também inclui a expansão do volume de produção da sua fábrica localizada no estado de Illions, onde é produzido o ASX (conhecido naquele mercado como Outlander Sport).

Mitsubishi Mirage

Mitsubishi Mirage

Mitsubishi Mirage

Mirage no mercado brasileiro

Além dos Estados Unidos, o Mirage também deverá ser oferecido em outros mercados nos próximos anos, o que inclui nosso País. Segundo o diretor de engenharia da Mitsubishi do Brasil, Reinaldo Muratori, a fabricante tem interesse em oferecer o compacto por aqui, já que ele se posicionaria em um segmento de volume de vendas bastante elevado, onde Gol e Uno atuam. Porém, para sua chegada ao Brasil, seria necessário até mesmo da instalação de uma nova unidade fabril exclusiva para a produção do Mirage.

“Claro que o Mirage nos interessa, pertence a uma categoria com muito volume no Brasil. Mas não é uma operação tão simples. Envolve adaptação de toda rede, investimento em marketing de reposicionamento de marca, fornecedores… Teríamos que fazer até uma nova fábrica”, disse Muratori em entrevista ao iG Carros durante o lançamento da linha 2013 da picape L200 Triton.

A unidade em Catalão, GO, irá produzir a partir de 2013 o ASX e em 2014 o Lancer. A empresa ainda pretende nacionalizar o Outlander. Com isso, a unidade goiana ficaria sem espaço necessário para fabricar o Mirage em elevada escala. Uma fábrica destinada para a produção dos motores 2.0 também está em mente.

Confira a página oficial do BlogAuto no Facebook.

»crosslinked«