Dodge Trazo C

Dodge Trazo C

Uma atitude de bom senso, certamente influenciada pela Fiat: a Chrysler desistiu de lançar no Brasil o Trazo C, o Nissan Tiida na versão sedã que fazia parte dos seus planos de ter um modelo mais barato em mercados emergentes.

Quer parcelar os débitos do seu carro? Faça tudo online: licenciamento, IPVA e multas sem todo o processo burocrático. Saiba mais, clicando aqui.

O modelo já havia subido no telhado há algumas semanas, mas a montadora americana ainda afirmava que ele seria lançado. No entanto, a chegada da Fiat tornou sem sentido qualquer outra parceria da Chrysler.

Com isso, o fabricante evitou o que parecia ser um vexame notório. O Trazo C nasceu todo errado. Primeiro porque a Chrysler nem quis assumir sua paternidade – dizia que era Dodge, mas não colocou seu logo no carro. O nome “Trazo” parecia piada pronta, sem falar que o Tiida não tem vocação para sedã.

E mais: o carro não teve quase alterações e não tinha apelo de vendas, tanto que os próprios concessionários diziam que não o aceitariam com receio de ter um mico, ou melhor, um gorila, nas mãos.

Imaginem esse carro brigando com Corolla, Civic, Cerato, e cia…até o Peugeot 307 Sedan parece mais resolvido na função.